Lutero e Bugenhagen, o cérebro e o mensageiro da Reforma Protestante - Geral - A Notícia

Versão mobile

CADERNO NÓS28/10/2017 | 10h19Atualizada em 28/10/2017 | 14h54

Lutero e Bugenhagen, o cérebro e o mensageiro da Reforma Protestante

Um idealizou os preceitos do movimento que dividiu o cristianismo, o outro os disseminou pela Europa

Lutero e Bugenhagen, o cérebro e o mensageiro da Reforma Protestante Reprodução / Diário Catarinense/Diário Catarinense
Bugenhagen, o Doctor Pomeranus, foi talvez o maior responsável pela divulgação das ideias de Lutero Foto: Reprodução / Diário Catarinense / Diário Catarinense

 Martinho Lutero nasceu em 1483 na cidade de Eisleben, no centro da Alemanha. Diz a história que o medo de um raio o levou a se tornar um monge agostiniano. Em 1510, é ordenado padre, mas apenas sete anos depois, em 31 de outubro de 1517,  coloca seu nome na história ao pregar na porta do castelo de Wittenberg as 95 teses em que criticava atos da Igreja Católica, em especial a venda de indulgências (compra do perdão).  

Nos quatro anos seguintes, a igreja de Roma realiza concílios para tratar do assunto e exigir uma retratação, que não vem. Por fim, Lutero acaba excomungado em 1521.  Casa-se pouco tempo depois com Katharina von Bora, com quem tem seis filhos. Para o professor João Klug, entre o ato inicial de Lutero e o ano de 1648 ocorreu um redesenho geopolítico da Europa, com muitas guerras e massacres. O ponto de surgimento de uma estabilidade é a chamada Paz de Vestfália, que deu fim à Guerra dos Trinta Anos.

— O luteranismo foi se estabelecendo na Europa em um contexto de adversidades. Mas  é um ato muito maior, que ultrapassa o mero campo da religião, tem consequências na política e na economia. Pode se dizer que o perfil do mundo moderno começa com a reforma de Lutero. O mapa da Europa é redesenhado, com o norte com um perfil e o sul com outro (algo que perdura até os dias de hoje) — diz Klug.

Lutero provocou um terremoto na Igreja Católica, mas ele contou com a ajuda de alguns colaboradores para espalhar os seus ideais reformistas. Talvez o mais importante deles tenha sido Johannes Bugenhagen, o Doctor Pomeranus. Foi ele quem espalhou pelo norte da Alemanha e países como Dinamarca e Noruega os dogmas do protestantismo. E são justamente nesses lugares onde a religião é mais forte até hoje. Depois da morte de Lutero, em 1543, cuidou de sua família em Wittenberg, sempre mantendo também o trabalho de pastor. Se Lutero foi o cérebro da reforma, pode-se dizer que o Dr. Pomeranus foi o seu principal mensageiro.

Fé e trabalho: como o luteranismo influenciou a formação da identidade do catarinense 


A Notícia
Busca