Saavedra: Ministério Público analisa tamanho do efetivo da PM em Joinville - Geral - A Notícia

Versão mobile

Portal12/09/2017 | 07h00Atualizada em 12/09/2017 | 07h00

Saavedra: Ministério Público analisa tamanho do efetivo da PM em Joinville

Confira essa e outras informações na coluna de Jefferson Saavedra


Um inquérito civil aberto pelo Ministério Público em Joinville está atrás de informações detalhadas do contingente da Polícia Militar na cidade. Além de comparação com o efetivo de Florianópolis, a promotoria quer saber quantos PMs estão disponíveis em cada batalhão e a extensão da população atendida. O questionário cobra explicações se houver disparidade entre os efetivos das duas cidades e também a previsão de lotação dos PMs em treinamento, isto é, quantos virão para Joinville e Florianópolis. O MP quer saber ainda quantos profissionais da PM estão aptos a se aposentar em até cinco anos. 

O trabalho, em andamento desde o final de junho, é semelhante ao realizado pelos promotores de Joinville em relação à Polícia Civil. A apuração motivou ação civil pública com cobrança de mais efetivo para a cidade e região. Em 2015, liminar com determinação de contratação foi concedida, mas suspensa em recurso do governo do Estado. No ano passado, saiu a sentença em primeira instância, favorável ao pedido do MP. Mas não foi cumprida porque há recurso no Tribunal de Justiça. 

Confira outras notas de Jefferson Saavedra
Leia as últimas notícias de Joinville e região em AN.com.br

Mais tempo sem abrir 

Concluída em maio, a nova ala de enfermagem do Hospital Regional de Joinville vai continuar fechada por mais um tempo. A aprovação em processo seletivo foi muito baixa e os selecionados serão usados na reposição de quem está saindo, sem possibilidade de oferta de novos serviços neste momento. São 43 leitos a serem ativados. 

Vai ter nova contratação 

Para Joinville, foram abertas 95 vagas para técnicos de enfermagem, com lotação futura no Regional e na Maternidade Darcy Vargas. Mas só 12 foram aprovados. Para enfermeiro, foram aprovados 36 candidatos para 16 vagas nos dois hospitais. Agora, será aberto novo processo de contratação, mais simplificado.


Na praça

Essa árvore encurvda, em imagem de Maykon Lammerhirt, está localizada em praça do Comasa, na região Leste de Joinville. É uma das atrações na rua Félix Schmidt. 

comasa
Praça do ComasaFoto: Maykon Lammerhirt / A Notícia


O primeiro 

A prorrogação da licença para a construção do elevado da Santos Dumont com a Tuiuti é o primeiro pedido de licenciamento solicitado à Fatma após a municipalização da concessão de licenças em Joinville, adotado há uma semana. O movimento na Fatma aumentou bastante, principalmente de pessoas em busca de informações.

O que provocou?

O reparo de hoje na avenida Waldemiro José Borges vai ajudar a elucidar o que provocou tamanha erosão no ponto ao lado da pista entre Joinville e Araquari. Há suspeita de ação da água, seja por meio de vazamento da rede ou algum olho d’água. O trânsito será interrompido às 8 horas desta terça naquele ponto para permitir o uso de máquinas de escavação. O conserto deve se prolongar até o final da tarde.

Cobertura de 37%

Na ação do MP de cobrança pela abertura de mais vagas na educação infantil de Joinville, em análise na Vara da Infância e Juventude, foi apontado que a cobertura na faixa etária entre zero e três anos de idade chega a 37% da demanda estimada da cidade. Nessa faixa, não há previsão em lei sobre educação de obrigatoriedade da matrícula.

Onde está a demanda

No entanto, a 4ª Promotoria de Justiça de Joinville se baseia no Estatuto da Criança e do Adolescente, além de lei municipal, para embasar a ação por mais vagas. Como a matrícula passou a ser obrigatória a partir dos quatro anos, a demanda se concentra, portanto, em crianças que não chegaram a essa idade. Há ainda os pedidos de matrícula em turno integral para quem estuda em um só turno.

Mariano

O ex-vereador Adilson Mariano teve sua situação regularizada pela Secretaria de Estado de Educação e voltou a receber o salário como professor, inclusive com pagamento retroativo a janeiro. Mas Mariano vai continuar com ação judicial para ampliar o aumento da jornada, além de cobrar indenização por danos morais.

Pesquisa

A OAB de Joinville começou ontem a fazer uma pesquisa junto aos advogados de Joinville para avaliar os serviços da Justiça na cidade. Há um ponto de preenchimento instalado na entrada do Fórum. Também será possível participar pela internet. Os resultados do levantamento inédito serão para consumo interno, não deverão ser divulgados.

Mudanças na LOT

A Câmara de Joinville deu largada ontem à aprovação de projetos envolvendo a LOT. A primeira proposta aceita pelo plenário prevê a transformação em faixas viárias de duas ruas do bairro Espinheiros (Francisco de Assis Ferreira e a Antônio Augusto Livramento). O projeto foi apresentado pelo vereador Pelé e irá para a análise da Prefeitura. Também foi aprovada a criação de faixa viária na rua Visconde de Mauá (América) e na Graciosa (Guanabara), onde apenas um trecho da rua tem essa condição.  O projeto foi de Maurício Peixer (PR).


 





Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPrefeitura de Joinville divulga as vagas de emprego disponíveis no Cepat https://t.co/Ksm9gcmP2U #LeianoANhá 12 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEm Joinville, PM diz que há barreiras diárias, mas não ações específicas para coibir uso de álcool na direção https://t.co/dAptg1JJGP #Lei…há 7 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros