Saavedra: Joinville quer aumentar  número de profissionais no Mais Médicos - Geral - A Notícia

Versão mobile

Portal19/09/2017 | 05h30Atualizada em 19/09/2017 | 05h30

Saavedra: Joinville quer aumentar  número de profissionais no Mais Médicos

Pedido de contratação foi feito pela Prefeitura ao secretário de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde

Saavedra: Joinville quer aumentar  número de profissionais no Mais Médicos Jaksson Zanco,Divulgação/Divulgação
Foto: Jaksson Zanco,Divulgação / Divulgação

Joinville quer mais profissionais no Mais Médicos, com meta de passar de 13 para 33. O pedido para a contratação de mais médicos foi feito ontem pela Prefeitura de Joinville ao secretário de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde, Rogério Abdalla. A visita foi intermediada por Mauro Mariani a pedido de Udo Döhler (foto). 

Mais pedidos

A lista de demandas tem pedidos mais antigos, como a volta do enquadramento do Hospital São José como hospital-escola, condição perdida em 2012. Se o status voltar, o São José poderá ganhar 40% a mais em internações hospitalares. Também foi solicitado ao secretário o pagamento pelo governo federal de 76 bolsas de residência médica bancadas pela Secretaria de Saúde de Joinville.

Confira outras notas de Jefferson Saavedra
Leia as últimas notícias de Joinville e região em AN.com.br

Ações nos reservatórios

A Águas de Joinville garante ter atendido à maioria das melhorias em reservatórios cobradas pela Amae ainda no ano passado, como investimentos em acessos, iluminação, pintura e drenagem – o que ainda não foi feito, está em fase de preparação da licitação.

Imigrantes

Nas últimas semanas, perto de 30 senegaleses procuraram a Defensoria Pública da União (DPU) em Joinville atrás de informações sobre regularização da documentação,  como forma de legalizar a permanência no País. Os primeiros registros dos imigrantes na cidade são de 2015. A migração de pessoas vindas do Senegal é motivada por questões econômicas.

Força-tarefa

Após visitar a Fatma a convite da própria fundação, a Ajorpeme garante que será formada uma força-tarefa no órgão ambiental para evitar atrasos no licenciamento ambiental de Joinville. A associação empresarial acompanha a transferência das licenças para a Fatma, com expectativa de redução dos prazos.

 JOINVILLE, SC, BRASIL (18-09-2017) - Grades cercam agência bancária em Joinville. (Foto: Maykon Lammerhirt, Agencia RBS)
Foto: Maykon Lammerhirt / A Notícia

“Por quê?”

Descontente com a atuação da Secretaria de Assistência Social na saída de moradores de rua da marquise de banco na área central de Joinville, com instalação de grade a pedido da pasta para impedir o pernoite, a Defensoria Pública da União está cobrando esclarecimentos da Prefeitura. 

Atendimento

A DPU quer saber como os moradores de rua serão atendidos, afinal, o ginásio Abel Schulz logo não funcionará como abrigo. Caso as respostas não sejam satisfatórias, poderá ser ajuizada ação judicial, em eventual parceria com a Defensoria Pública do Estado por uma questão de competência legal.

Mais forte

Na conversa de ontem com os vereadores Adilson Girardi, Fernando Krelling e James Schroeder, Udo Döhler reforçou a disposição de dar mais musculatura à Secretaria de Planejamento Urbano na próxima reforma administrativa, com incorporação de mais atividades na pasta já vitaminada pela absorção do antigo Ippuj.

Setor rural

James Schroeder defende a manutenção de estrutura específica para a área rural de Joinville. “E além de questões agrícola e econômica, também muito importantes, há também as implicações sociais, culturais e ambientais”, diz o vereador do PDT, citando a necessidade também de preservação dos mananciais da cidade.

Urologia vai voltar

Suspensas desde março, as cirurgias de urologia pelo Hospital Regional de Joinville estão com chances de serem retomadas no final deste mês. Dois médicos estão sendo contratados pelo Estado e o fornecimento de materiais deve ser restabelecido. Uma das demandas na especialidade é a retirada de pedras no rim.

Com veto

A Prefeitura de Joinville vetou o projeto de exclusão da abertura da rua Benjamim Constant no trecho entre as vias João Colin e Orestes Guimarães, uma proposta de Fabio Dalonso e Maurício Peixer aprovada pelos colegas. Agora, a Câmara analisa o veto. Os autores da ideia de basearam em alegação de Secretaria de Desenvolvimento Urbano de que não haveria mais como fazer a obra devido à falta de dinheiro – possivelmente para desapropriações.

Curtas

Escola fechada

O MP está avaliando em inquérito civil se não houve irregularidades no fechamento da escola estadual Maestro Francisco Manoel, na Vila Nova, em Joinville. 

Após inauguração

O colégio fechou as portas no final do primeiro semestre, após inauguração de nova escola de ensino médio no mesmo bairro.

Decisões técnicas

Mauro Mariani defendeu ontem a “reorganização” do sistema hospitalar de Santa Catarina, com mais decisões “técnicas”. O deputado participou de encontro na Amunesc, em Joinville, com gestores de saúde.


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Tupy abre 100 vagas de trabalho na produção    https://t.co/OT4DBA8YKl #LeianoANhá 5 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPolícias e Gaeco deflagram operação na zona Norte de Joinville https://t.co/PeEytz4VJX #LeianoANhá 3 horas Retweet
A Notícia
Busca