Reunião sobre lei que pode regulamentar Uber em Joinville lota Plenário - Geral - A Notícia

Versão mobile

Política25/09/2017 | 07h45Atualizada em 25/09/2017 | 16h23

Reunião sobre lei que pode regulamentar Uber em Joinville lota Plenário

Em discussão nas comissões, proposta prevê taxa e novas regras para os motoristas do sistema de transporte de passageiros por aplicativo

Reunião sobre lei que pode regulamentar Uber em Joinville lota Plenário Sabrina Seibel/Divulgação
Proposta da Prefeitura passa pela comissão das finanças, para depois ser discutida nas comissões de urbanismo e legislação Foto: Sabrina Seibel / Divulgação

A reunião sobre o projeto de lei que poderá regulamentar o sistema de transporte de passageiros por aplicativo, categoria que inclui o Uber, levou tantos interessados no tema à Câmara de Vereadores de Joinville na tarde desta segunda-feira, 25 de setembro, que ela precisou mudar de local. Da sala das comissões, foi levada para o Plenário, que ficou lotado para as primeiras discussões sobre a proposta da Prefeitura. Com capacidade para 250 pessoas sentadas, a maior sala da Câmara de Vereadores tinha pessoas em pé. 

Se aprovada, ela altera a lei do transporte irregular, sancionada no início de 2017, e, em vez de proibir este serviço na cidade, cria novas regras e um sistema de taxas para o aplicativo. A discussão ocorre durante a reunião da comissão de legislação, presidida pelo vereador Maurício Peixer, da qual também são membros os vereadores Claudio Aragão (PMDB), Rodrigo Coelho (PSB), Jaime Evaristo (PSC) e Fabio Dalonso (PSD). 

Ela ainda deve passar pelas comissões de urbanismo e de finanças. Antes de abrir para perguntas dos vereadores e da comunidade, Maurício Peixer precisou pedir que o público ficasse em silêncio e avisou que, se as vaias continuassem, a reunião seria fechada para os membros da comissão.

Vice-presidente da Associação dos Motoristas Particulares de Joinville, Angus Eduardo Farinon chamou a atenção para o fato de, em Joinville, já haver cerca de 5 mil motoristas cadastrados para atuarem via aplicativo na cidade — cerca de 2 mil em exercício —, e 350 táxis. 

Representantes dos taxistas pediram a palavra para lembrar a importância do recolhimento de impostos sobre os serviços prestados na cidade para beneficiarem o município, sendo utilizados na saúde e na educação pública.

Saiba mais
A proposta da Prefeitura de Joinville para regulamentar o Uber na cidade
Taxistas vão à Câmara para discutir projeto que regulamenta serviços de transporte de passageiros
Motoristas do Uber têm nova liminar favorável em Joinville




Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPF apreende carro de R$ 1 milhão de investigado da Operação Oceano Branco  https://t.co/BrGQQ1JQ0w #LeianoANhá 8 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Grupos META, de Joinville, fecha parceria com a Apsis, de SP https://t.co/FFWCbiEZmL #LeianoANhá 8 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros