Polícia prende suspeito de matar adolescente a facadas em Chapecó - Geral - A Notícia

Versão mobile

Crime21/09/2017 | 12h15Atualizada em 21/09/2017 | 16h20

Polícia prende suspeito de matar adolescente a facadas em Chapecó

A menina de 16 anos morreu no sábado na maior cidade do Oeste

diario catarinense

A Polícia Civil de Chapecó vai indiciar por homicídio qualificado um jovem de 20 anos preso na quarta-feira acusado de matar a adolescente Letícia de Quadros, de 16 anos, no último sábado. Ela foi encontrada morta dentro de casa, no bairro Santo Antônio. com pelo menos seis facadas no peito e no pescoço.

Letícia de Quadros, de 16 anos, foi morta a facadas em Chapecó
Letícia de Quadros tinha 16 anos e foi morta no final de semana, em ChapecóFoto: reprodução / NSCTV

De acordo com o delegado Rodrigo Moura, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso, o jovem era filho do homem de 49 anos com quem Letícia morava e tinha um relacionamento.

Ele negou a autoria do crime mas segundo o delegado há testemunhas que viram o marido da vítima sair de casa para ir trabalhar e, posteriormente, teriam visto a chegada do filho. 

- Temos testemunhas que dizem ter visto o suspeito saíndo da casa da vítima - afirmou o delegado.

O suspeito não morava na casa mas visitava o local semanalmente. O delegado confirma que o jovem já tinha passagens pela polícia.

Após o crime a Polícia ouviu vizinhos e familiares e chegou ao suspeito, que não foi encontrado em sua casa durante três dias. Ele acabou sendo preso no trabalho, na quarta-feira e levado para a delegacia, onde negou a autoria. Depois foi conduzido ao Presídio Regional de Chapecó.

Moura só aguarda os laudos periciais do corpo e do local do crime para concluir o inquérito.  A motivação do crime ainda não foi totalmente esclarecida.

- Os indícios apontam que não foi premeditado - informou o delegado.

Esse foi o terceiro homicídio de mulheres em um mês em Chapecó. Mas, segundo o delegado nos três casos os suspeitos estão presos.

Na terça-feira houve uma manifestação de estudantes e professores da escola Severiano Rolim de Moura, onde ela estudava, no oitavo ano. Cartazes pediam justiça, fim da violência contra a mulher e faziam homenagem à adolescente, que, segundo os colegas, era uma pessoa muito afetuosa.

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaContagem regressiva: veja como estão os 10 times do Campeonato Catarinense https://t.co/a9vTFxASaB #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaSC tem o segundo maior percentual de aposentados e pensionistas do Brasil https://t.co/SY4r4HN35k #LeianoANhá 5 horas Retweet
A Notícia
Busca