Estiagem atinge situação ainda mais crítica em SC - Geral - A Notícia

Versão mobile

Tempo seco21/09/2017 | 19h31Atualizada em 21/09/2017 | 19h31

Estiagem atinge situação ainda mais crítica em SC

Segundo o setor de Hidrologia da Epagri/Ciram, desde 2013, quando iniciaram monitoramento, esse é o nível mais preocupante

Estiagem atinge situação ainda mais crítica em SC Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

O tempo seco tem piorado a situação de estiagem em Santa Catarina. O Estado atingiu um dos níveis mais críticos deste ano: 27 estações hidrológicas registram o ocorrência, segundo a Epagri/Ciram. No total são 51 estações monitoradas. A falta de chuva no último mês já levou algumas cidades, como Xanxerê, no Oeste do Estado, a iniciar a distribuição de água para consumo animal em propriedades rurais. Apesar de Oeste e Meio-Oeste serem as regiões mais atingidas pelo tempo seco, rios em outras regiões como Vale do Itajaí, Grande Florianópolis, Sul e Norte também aparecem entre os que estão em estado de emergência ou alerta. No total, são 11 rios em emergência, nove em alerta  e sete em atenção.

Segundo o setor de hidrologia da Epagri/Ciram, desde que instalaram a sala de situação, em 2013, esse é o período mais preocupante em SC. Chuvas mais significativas estão previstas para dia 27 de setembro, mas são necessários pelo menos 100 milímetros de precipitação para resolver o problema, diz o pesquisador da área de Hidrologia da Epagri/Ciram Guilherme Miranda. 

— Cada vez vai piorar devido à falta de chuva. Situação de estiagem está expandindo para todo Estado. É uma situação bastante atípica para este mês. Para resolver, tem que acontecer de chover de forma uniforme e quantidade significativa em todo Estado, pelo menos 100 milímetros para repor o déficit hidrológico — explica. 

O pesquisador lembra que a última vez que choveu em SC de forma mais distribuída foi em 20 de agosto.  Os alertas no setor de hidrologia começaram a ser emitidos no dia 31 de agosto, quando a situação de alerta, atenção ou emergência para estiagem era registrada em 12 estações de monitoramento. O mês de setembro tem registrado chuva bem abaixo da média histórica em SC. Segundo dados da Epagri/Ciram, na Grande Florianópolis serrana, por exemplo, o esperado para o mês era em torno de 251,2 milímetros. Até agora só choveu 4,1 mm. O meteorologista Leandro Puchalski reforça que esse inverno, considerando o período de julho a setembro, foi o mais seco desde 2003. 

Diante desse cenário, a Casan reforçou em nota nesta quinta-feira o pedido de uso responsável da água.  

 


Leia também:

 Falta de chuva obriga prefeitura a distribuir água no interior 

 Joinville sofre ameaça de falta d'água por causa de estiagem

Obras na orla podem ter ampliado estragos da maré alta em Florianópolis

Risco de salinização da Lagoa do Peri é distante, explicam geógrafos

Moradores do sul da Ilha contam que nunca viram maré alta como essa

Prefeitura decreta situação de emergência por estragos causados pela ressaca em Florianópolis


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRejane: Alexandre Herchcovitch estará em Joinville nesta terça-feira https://t.co/SjIrnLTPby #LeianoANhá 6 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC jogará na manhã de domingo pela terceira rodada da Copa SC https://t.co/Mb1YysElZx #LeianoANhá 3 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros