Delegacia é alvo de tiros na noite desta segunda-feira em Joinville - Geral - A Notícia

Versão mobile

Segurança05/09/2017 | 11h59Atualizada em 05/09/2017 | 15h58

Delegacia é alvo de tiros na noite desta segunda-feira em Joinville

Ataque a unidade do Morro do Meio, na zona Oeste, marca sexta noite consecutiva de violência em SC

Delegacia é alvo de tiros na noite desta segunda-feira em Joinville Salmo Duarte/Agencia RBS
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Mais um ataque a prédios de órgãos públicos foi registrado na noite desta segunda-feira em Joinville. O alvo foi a delegacia de Polícia Civil do bairro Morro do Meio, na zona Oeste da cidade. A unidade foi atingida por diversos disparos de arma de fogo. Segundo informações da Polícia Militar, a investida ocorreu por volta das 22 horas. A ocorrência marca a sexta noite consecutiva de atentados em Santa Catarina.

Leia as últimas notícias de Joinville e região em AN.com.br

O atendado marca a sexta noite consecutiva de violência em Santa Catarina. Em Joinville, pelo menos, sete ocorrências desta natureza foram registradas. A onda de crimes na cidade começou com a morte do policial militar, Joacir Roberto Vieira, ocorrida no dia 28 de agosto. O PM foi assassinado dentro de um estabelecimento comercial na rua Monsenhor Gercino, no bairro João Costa, na zona Sul. 

Um morador do bairro Morro do Meio — que não quis ter a identidade revelada — estava próximo a delegacia quando ocorreu o ataque. Segundo ele, uma motocicleta com dois ocupantes passou atirando diversas vezes em direção a unidade. Mesmo assustado, o homem ainda conseguiu enxergar quando a moto fugiu em alta velocidade, no sentido do bairro.

— Eles vieram do sentido Centro e atiraram várias vezes. Eu ouvi pelo menos uns 12 tiros. Depois fugiram lá para dentro do bairro — afirmou.

O homem ressaltou que vizinhos e comerciantes da região ficaram apavorados com as investidas. Para ele, por causa do horário do ataque ainda ser de movimento no bairro e em alguns estabelecimentos comerciais, os tiros poderiam ter atingido pessoas que andavam pelas ruas no momento.

Relembre as cinco ondas de atentados em Santa Catarina desde 2012

— Todo mundo que mora aqui perto da delegacia tem medo. Tanto morador, quanto donos de comércios e até clientes. Qualquer um que anda por aqui tá sujeito a levar um tiro. Eu tenho uma neta, de três anos, que é a minha vida, eu não quero levar um tiro, eu quero a ver crescer – conta.

O homem também relembrou que a mesma unidade da Polícia Civil foi alvo durante a onda de ataques ocorrida em 2014. À época, a Polícia Militar informou que foram disparados aproximadamente cinco tiros contra a delegacia, uma viatura que estava no local também foi atingida.

Na noite desta segunda-feira, a casa de um policial militar também foi atingida por tiros. A residência fica no bairro Fátima, na zona Sul da cidade. O ataque ocorreu por volta das 22h30 quando dois passaram de motocicleta e efetuaram os disparos. Policiais que estiveram no local após o ataque informaram que contabilizaram onze tiros.

Durante a noite de segunda, um homem foi morto durante confronto com a polícia. Ele é apontado pela polícia como um dos suspeitos de terem efetuado os disparos contra a delegacia. De acordo informações da Polícia Civil, André também é suspeito de ter envolvimento na morte do cabo Joacir. 

Leia também:
Máquina é incendiada em galpão de imobiliária em Araquari 

Entenda as possíveis razões para a quinta onda de atentados em SC

Delegacia de Palhoça é incendiada por artefato explosivo

Veja no mapa abaixo onde foram as outras ocorrências:


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaFestival reúne receitas diferentes para quem gosta de churros em Joinville https://t.co/FKsKQvaFSA #LeianoANhá 8 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaCondutor morre após carro colidir com caminhão na BR-280, em Jaraguá do Sul https://t.co/Rq6BmUjrx6 #LeianoANhá 13 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros