Feira da Sapatilha e Centreventos recebem os primeiros visitantes do Festival de Dança de Joinville - Geral - A Notícia

Versão mobile

Maior do mundo18/07/2017 | 18h53Atualizada em 18/07/2017 | 18h55

Feira da Sapatilha e Centreventos recebem os primeiros visitantes do Festival de Dança de Joinville

35ª edição do evento começou nesta terça-feira, com a agenda de cursos, programação na Feira da Sapatilha e credenciamento de bailarinos

O sonho de dançar na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil e ser reconhecida como uma grande bailarina acompanha Milena Ribeiro, de 13 anos, desde que ela tinha apenas seis anos. Seu desejo se torna mais próximo a partir desta terça-feira (18) com a chegada da 35ª edição do Festival de Dança de Joinville, o maior evento de dança do mundo.

Milena Ribeiro (à direita), da Academia Ballet Jovem de Marília (SP), sonha em integrar a Escola Bolshoi Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

A menina é uma das mais de sete mil pessoas inscritas para participar do festival, entre bailarinos, estudantes, professores, profissionais e artistas convidados. Com abertura oficial marcada para a noite desta quarta-feira (19), o festival deve receber um público de mais de 230 mil espectadores até a chamada Noite dos Campeões, no dia 29.

Leia as últimas notícias sobre Joinville e região no AN.com.br

Feira da Sapatilha reúne 115 estandes e é a maior feira do gênero na América Latina Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

A estudante viajou acompanhada de outros cinco colegas bailarinos, da Academia Ballet Jovem de Marília (SP), e enfrentou mais de nove horas de viagem até a Capital Nacional da Dança. Na cidade catarinense ela irá participar de cursos, terá acesso à Feira da Sapatilha e fará uma audição para tentar ingressar na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil.

— Danço desde os seis anos e meu sonho é ser uma bailarina profissional e entrar em uma grande companhia (de dança). A audição é uma aula e será no dia 25. Nesse dia acontece uma avaliação da aula, de ballet, e depois a avaliação física. É um processo bem criterioso para ser aprovada — conta a estudante.

Entenda por que o Festival de Dança de Joinville é o mais importante do Brasil

O brilho nos olhos de Milena é o mesmo que o de centenas de outros bailarinos que aguardavam na fila de credenciamento do festival ou no espaço de convivência formado dentro do Centreventos Cau Hansen. Entre malas e rodas de conversa, havia pessoas vindas de 17 Estados do País, além do Distrito Federal (DF), Argentina e Paraguai. Muitos deles, contando as horas para entrar no palco, que desta vez contará com mais de 240 horas de espetáculos de sete gêneros de dança.

Conheça os espetáculos das noites especiais do 35º Festival de Dança

Feira da Sapatilha abre programação

A poucos metros do local, no Expocentro Edmundo Doubrawa, mais de cem expositores começaram, às 10h, a apresentar tendências e a comercializar produtos voltados para o universo da dança na Feira da Sapatilha. Em uma área de 2,3 mil metros quadrados, com 115 estandes, 17 pontos de alimentação e uma feira de artesanato regional, a Feira da Sapatilha deu as boas vindas ao público e permanece aberta até o último dia do festival.

Grupo de sapateado da Com Passo Cia. de Dança veio de São José dos Campos conhecer o Festival de Dança Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

Entre os visitantes na tarde desta terça (18) destacava-se a presença de um grupo de sapateado da Com Passo Cia. de Dança, de São José dos Campos (SP), que mostrou que dança não tem idade.

A professora Aline Carneiro, 40 anos, trouxe para Joinville um grupo formado por dez mulheres da terceira idade que têm entre 50 e 72 anos. Elas vieram para participar da Confraria da Dança, que antecederia o festival, mas com o cancelamento do evento, as dançarinas decidiram manter a viagem e aproveitar para conhecer a cidade e o entorno do festival.

Festival de Dança motivou a criação da Escola Bolshoi em Joinville

— O evento foi cancelado e como já estava tudo certo a gente veio e está sendo o máximo, porque estamos conhecendo a cidade e vivenciando a dança. Aqui tudo respira a dança nessa época e há símbolos de bailarinas nas lojas e nas praças. Nós estamos encantadas — relata a professora.

Apesar de, desta vez, estarem apenas a passeio, o grupo tem o desejo de voltar nos próximos anos para se apresentar no palco do Centreventos. Além do grupo de sapateado da 3ª idade, a companhia conta com cerca de 20 bailarinos na cidade participando do Festival de Dança de Joinville.

Neste ano, o evento começou um dia antes da noite de abertura, como uma forma de valorizar os cursos oferecidos pelo evento: são 97 cursos com mais de 3,4 mil vagas. O acréscimo na programação didática foi de 24% no número de vagas e de 28% nos cursos com relação ao total ofertado em 2016.

Festival de Joinville divulga selecionados para Mostra Competitiva
Confira as datas e horários de venda de ingressos para o Festival



Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona guarda lições de 2016 para dar o troco na Assoeva na final da Liga https://t.co/N26weHkngx #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia"O corte de despesas é o caminho para o país crescer", disse Henrique Meirelles na Fiesc https://t.co/RR4UYpkn7v #LeianoANhá 7 horas Retweet
A Notícia
Busca