Joinville registra 74º morte violenta do ano - Geral - A Notícia

Versão mobile

Segurança08/06/2017 | 17h50Atualizada em 08/06/2017 | 20h48

Joinville registra 74º morte violenta do ano

Corpo foi encontrado no fim da tarde desta quinta-feira na zona Sul

Joinville registra 74º morte violenta do ano Divulgação / Divulgação/Divulgação
Corpo foi encontrado em um terreno baldio Foto: Divulgação / Divulgação / Divulgação

A 74ª morte violenta do ano foi registrada na tarde de ontem em Joinville. Populares entraram em contato com a Polícia Militar por volta das 16h25 para informar sobre o aparecimento de partes de um corpo humano soterrado. O cadáver foi localizado em um terreno baldio que fica na rua Luiz Manoel Medeiros, no bairro Profipo, na zona Sul da cidade. 

Leia as últimas notícias

Com a morte desta quinta-feira, o número registrado neste ano em Joinville supera em 45% o do ano passado. No mesmo período de 2016, o montante de mortes violentas na cidade mais populosa do Estado chegava a 51, segundo levantamento feito pelo jornal 'A Notícia'.

O corpo da vítima estava enterrado em um barranco dentro do terreno baldio. Uma equipe dos Bombeiros Voluntários de Joinville foi acionada para ajudar na retirada do corpo.

— Parte dele (o corpo) estava soterrado em um buraco. Por isso, a guarnição foi acionada para prestar apoio aos agentes da Polícia Militar — disse o bombeiro Jeferson Alves.

De acordo com informações do Instituto-geral de Perícias (IGP), a vítima não portava documentos pessoais. Tratava-se de um homem, com idade aparente entre 40 e 50 anos, e que possuía três tatuagens no braço, uma delas parecida com o desenho de um dragão. Devido ao estado de decomposição do corpo, estima-se que a pessoa estava morta há pelo menos quatro dias.

A Delegacia de Homicídios (DH) de Joinville também esteve no local para realizar as primeiras diligências e iniciar a investigação do caso.

— Agora será instaurado o inquérito policial para que seja possível identificar o autor ou os autores da ação – esclareceu o delegado Elieser Bertinotti.

Sinais de sangue e de agressão na cabeça

Conforme informações do IGP, havia várias marcas de violência no corpo da vítima. A cabeça estava bastante machucada e com sinais de afundamento. Também havia manchas de sangue em uma das orelhas e a calça da vítima estava abaixada. Uma pedra também foi encontrada ao lado do corpo, porém, somente o laudo pericial poderá apontar a causa real da morte. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Joinville para que seja feita a identificação. 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRejane Gambin: São Bento do Sul comemora aniversário https://t.co/uXmN9Grnza #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVocê sabe qual é o meio de transporte mais rápido na hora de pico na área central de Joinville? Confira: https://t.co/AugMvOEqmIhá 9 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros