Saavedra: Parte das medidas de economia anunciadas pela Prefeitura de Joinville em 2015 ainda não saíram do papel - Geral - A Notícia

Versão mobile

Segurança15/05/2017 | 15h00Atualizada em 15/05/2017 | 15h00

Saavedra: Parte das medidas de economia anunciadas pela Prefeitura de Joinville em 2015 ainda não saíram do papel

Confira estas e outras notícias do colunista Jefferson Saavedra

Do pacote de medidas de economia anunciado em novembro de 2015 pela Prefeitura de Joinville, ainda restam mudanças de imóveis a serem feitas. A Secretaria da Habitação ainda não foi o prédio da Seinfra e continua pagando aluguel. A Seprot não se mudou da Cidadela para o Centreventos nem o Procon trocou o prédio da Seinfra pela Cidadela. O Cepat também continua no aluguel, sem se transferir para o imóvel antes ocupado pelo Sindicato dos Bancários, hoje retomado pela Prefeitura.

Leia mais notícias do colunista Jefferson Saavedra

Desde 2009
Um reparo à coluna de final de semana. A escola prometida em 2007 pelo governo do Estado a Joinville no Parque Guarani, a Baltasar Buschle, na verdade foi construída e entregue à Prefeitura. A promessa do Estado, que só está sendo cumprida hoje, com entrega de colégio de ensino médio no bairro, foi feita em 2009.

Jeito nos fios
Joinville acaba de ganhar lei para obrigar as empresas de telefonia, banda larga, TV por assinatura e outros serviços a darem um jeito nos cabos rompidos ou abandonados nos postes. Só que a lei ainda não ¿vale¿ porque falta a regulamentação, na qual será definida a multa, e tem prazo de seis meses para adequação.

Sem logotipo
O artigo para obrigaria as operadoras a colocar a marca a cada três metros de fio foi vetado pela Prefeitura. Como os postes são da Celesc, a autorização para a instalação cabe à empresa. Só que a cobrança pela manutenção é mais complicada porque nem sempre a Celesc tem condições de comprovar que tal cabo está ou não sem uso.

Em Curitiba
E vai ficando por isso mesmo, embora de vez em quando a fiação seja removida. Em Curitiba, lei municipal que prevê até corte de fiação sem aviso em caso de reincidência, ajudou a Copel, a companhia de energia, a comprar a briga e partir para cima das operadoras.

Ruídos
A Câmara de Joinville recebeu na semana passada projeto da Prefeitura sobre limites de som. A alegação é atualizar o Código de Posturas à LOT. Não há diferenças entre as seis faixas. A escala diurna vai de 40 decibéis (áreas de sítios e fazendas) até 70 decibéis (áreas predominantemente industrais). Mas pode ter alteração dentro da faixas de ruídos, sobre o que se encaixa em cada uma.

Babitonga
A área em estudo pelo Babitonga Ativa para a criação de uma unidade de conservação tem 1,1 mil km². A ideia da reserva de fauna já foi abandonada.
Conselho de EducaçãoDe Joinvillle, Tito Lermen (titular) e Simone Schramm (suplente) tomam posse nesta terça no Conselho Estadual de Educação.

À espera do bispo
A Diocese de Joinville comprou a casa a ser usada pelo futuro bispo Francisco Carlos Bach, a ser empossado no cargo no dia 24. Fica no bairro América.

Quem vai?
Nesta quinta em Joinville, uma curiosidade a ser saciada é ver quais lideranças políticas vão aparecer na palestra de Jair Bolsonaro no Sítio Novo, a partir das 20h30. 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVídeo: Conselheiros oficializam nomes da chapa que quer assumir o JEC https://t.co/p1EtHSpYPr #LeianoANhá 7 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConselheiros oficializam nomes da chapa que quer assumir o JEC https://t.co/uvw0dliqbj #LeianoANhá 9 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros