Mais de 29,4 mil carteiras de habilitação já foram emitidas com QR Code em Santa Catarina - Geral - A Notícia

Versão mobile

Mais segura15/05/2017 | 18h49Atualizada em 15/05/2017 | 18h57

Mais de 29,4 mil carteiras de habilitação já foram emitidas com QR Code em Santa Catarina

Novo dispositivo de segurança começou a ser implantado em todas as CNHs a partir de 1º de maio

Mais de 29,4 mil carteiras de habilitação já foram emitidas com QR Code em Santa Catarina Rafael Luz / Mcid/Mcid
Diretor do Denatran apresenta tecnologia em coletiva de imprensa, em Brasília Foto: Rafael Luz / Mcid / Mcid
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Desde o dia 1º de maio, todas as Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) estão sendo emitidas com um novo dispositivo de segurança: o QR Code, um código bidimensional que pode ser escaneado pela maioria dos celulares com câmera fotográfica. Em SC, 29.442 CNHs já foram emitidas com a tecnologia, informa o Detran-SC. 

O departamento estadual garante que não haverá mudança no valor cobrado pela emissão do documento. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o dispositivo pode evitar fraudes e falsificações do documento, uma vez que os dados criptografados contidos no QR Code serão verificados, inclusive com foto, e validados por meio de um aplicativo móvel integrado ao Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach). 

A tecnologia permite que todo cidadão possa verificar a validade do documento, inclusive estabelecimentos comerciais.

— Casos de clonagem da CNH, alteração de dados em carteiras furtadas ou perdidas e acréscimo irregular de categorias serão amenizados com essa nova tecnologia, evitando prejuízos para a população — garantiu o ministro Bruno Araújo, durante o lançamento.

Conforme o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), a tecnologia criptografa as informações dos motoristas enviadas pelos órgãos de trânsito e gera um QR Code — o que é disponibilizado para ser impresso na carteira de habilitação.

Em breve, os agentes de fiscalização também poderão checar informações do veículo e as infrações de trânsito cometidas pelo motorista.

O velho modelo, sem código de barras bidimensional e dados criptografados, será substituído gradualmente, à medida que os motoristas forem renovando suas habilitações, que têm validade de cinco anos. A nova carteira não exige a substituição das CNHs cujo prazo de validade não tenha expirado. 

O aplicativo gratuito responsável por realizar a leitura do código é o Lince, já disponível para sistemas Android e iOS


Leia mais
Em uma semana, Enem recebe quase 3,5 mil inscrições

Lei da Gorjeta está valendo; entenda o que muda


 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAcusado de matar técnico de futebol no Meio-Oeste de SC é condenado a 61 anos de prisão https://t.co/XagSuZki7N #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPolícia prende suspeito de matar idosa de 87 anos em Joinville https://t.co/55fg7BgKsX #LeianoANhá 3 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros