Centro de Balneário Camboriú tem os imóveis mais caros do país - Geral - A Notícia

Versão mobile

Mercado imobiliário18/05/2017 | 10h06Atualizada em 18/05/2017 | 11h08

Centro de Balneário Camboriú tem os imóveis mais caros do país

Pesquisa foi divulgada pela Revista Exame

Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Um levantamento feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicos para a Revista Exame, que publica anualmente um caderno especial sobre o mercado imobiliário brasileiro, aponta o Centro de Balneário Camboriú como o bairro com o metro quadrado mais caro do pais.

A análise chegou ao preço de R$ 26,5 mil _ cerca de R$ 4 mil a mais do que o segundo colocado, o Itaim, em São Paulo, e R$ 5 mil a mais do que o Leblon, no Rio de Janeiro. O Centro de Balneário é o único bairro de Santa Catarina entre os primeiros na lista.

A escassez de terrenos e a aposta das construtoras em imóveis de alto luxo explicam os preços astronômicos. Um mercado voltado a um público endinheirado, mas que nem por isso deixou de sentir os efeitos da retração econômica. Em comparação com anos anteriores, os corretores especializados nesse tipo de apartamento chegaram a registrar uma queda de 50% nas vendas.

A baixa, no entanto, não reduziu os preços. A cidade também aparece no ranking dos municípios com mais de 100 mil habitantes onde os imóveis mais valorizaram no último ano. Está em segundo lugar, com 8,9% de valorização _ atrás apenas de Teresópolis (RJ), que teve 9,6%.

Confira o ranking dos bairros mais caros:

Centro (Balneário Camboriú) - R$ 26576
Itaim (São Paulo) - R$ 22640
Leblon (Rio de Janeiro) - R$ 21359
Lagoa (Rio de Janeiro) - R$ 20578
Jardim Paulista (São Paulo) - R$ 17907
Moema (São Paulo) - R$ 17209
Moinhos de Vento (Porto Alegre) - R$ 15908


 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEspecialista avalia uso de produtos químicos que podem ter provocado explosão em apartamento de Joinville https://t.co/ltEb0mXKxd #LeianoANhá 38 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Número de famílias de Joinville que não conseguem pagar dívidas aumenta quatro vezes em três anos https://t.co/obxXSv2aWf #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros