Saavedra: duplicação no Distrito Industrial será lançada hoje em Joinville  - Geral - A Notícia

Versão mobile

Livre Mercado10/04/2017 | 06h30Atualizada em 12/04/2017 | 17h48

Saavedra: duplicação no Distrito Industrial será lançada hoje em Joinville 

Obra não deverá enfrentar problemas com desapropriações

Desta vez, a situação será diferente em relação à Santos Dumont. A duplicação a ser lançada hoje pelo governador Colombo em Joinville não deverá enfrentar problemas com desapropriações porque no acesso ao Distrito Industrial pela BR-101 só há necessidade de compra de duas pequenas áreas, que não passam de mil metros quadrados.

A Acij já está negociando com os proprietários. Nessa via, formada pelas rodovias Edgard Meister e na Hans Dieter, as empresas das margens são as maiores interessadas — tanto é que ofereceram fazer a duplicação em troca do ICMS, modelo que não será adotado — na obra de R$ 50,4 milhões.

A proposta de incluir um elevado no cruzamento com a Dona Francisca foi descartada justamente por causa do custo com as desapropriações. No caso da Santos Dumont, no acesso ao aeroporto, ainda há pendência em duas áreas, em negociação pela Prefeitura. Mais de 70% dessa duplicação está pronta.

Leia as últimas notícias de Joinville e região em AN.com.br

Não iniciou

Autorizada em junho, a terceira etapa da fiação subterrânea em Joinville em ruas centrais ainda não começou e nem foi licitada. Ainda falta decidir exatamente quais ruas serão escolhidas, embora exista uma lista prévia. O investimento do governo do Estado, por meio da Celesc, é de R$ 10 milhões.

Nova gestão

O governo do Estado confirmou ontem o envio de projeto para a Assembleia para troca do modelo de gestão do porto de São Francisco, com proposta de substituição da atual autarquia por uma subsidiária a ser montada pela SCPar. Os 14 cargos comissionados serão extintos e os 180 funcionários serão lotados em secretaria, com imediata cessão ao próprio porto. O projeto começa a tramitar nesta segunda.

Carro no TCE

A compra de um carro para o gabinete do prefeito de Barra Velha, Valter Zimermann (DEM), rendeu representação no Tribunal de Contas do Estado. As viagens de longa distância foram um dos motivos da aquisição, por meio de licitação, do Honda CR-V.

Parceria

Em compromisso que os dois esperam repetir bastante ao longo de 2018, principalmente na campanha eleitoral, Carlos Chiodini e Rodrigo Fachini estiveram juntos em evento do PMDB na sexta. Foi em Araquari. Se os planos dos dois derem certo, Chiodini concorre a federal e Fachini vai a estadual, tudo com apoio de Mauro Mariani – o candidato a governador nessa fórmula.

Sem cirurgias

Desde maio do ano passado, por causa da redução do repasse pela Prefeitura de São Francisco do Sul, o Hospital Municipal Nossa Senhora da Graça atende abaixo da capacidade. Além da desativação de leitos, o hospital administrado por instituto contratado pelo município deixou de fazer cirurgias eletivas. A demanda foi para outras cidades, como Joinville.

Em abril
Na próxima semana, o Tribunal de Justiça deve julgar a ação do Ministério Público que questiona a legislação de Joinville de adequação de construções irregulares em troca de pagamento de compensação, a chamada Lei Cardozinho. A versão em vigor prevê acordos até o final de 2017.

Apoio fechado

Foto: Divulgação / Divulgação

Presente no roteiro de Paulo Bauer no Alto Vale do Itajaí, na quinta e na sexta, o deputado federal Marco Tebaldi reafirmou seu apoio ao senador como candidato a governador em 2016, como neste evento do PSDB em Rio do Sul. A imagem foi distribuída pela assessoria de Bauer.

As pontes

Como as licitações ainda não foram lançadas para nenhuma das obras, não será fácil para o governo Udo começar as obras ainda em 2017 das três pontes citadas pelo prefeito na entrevista publicada no final de semana. A ponte da Aubé com a Plácido Olímpio é uma novela ainda nos anos 1990.

Cemitérios

Para economizar, a Prefeitura de Blumenau vai tentar passar para a iniciativa privada três cemitérios municipais, conforme contou o Jornal de Santa Catarina. Ganha a concessão a empresa que oferecer os valores mais baixos para fazer os sepultamentos. Em Joinville, o modelo não está em estudos.

Era para ser mais de meio bilhão

Se não fossem as demissões ocorridas nos últimos dois anos e a crise que impediu reajustes mais em conta, a massa salarial paga aos trabalhadores da iniciativa privada de Joinville teria passado dos R$ 500 milhões. Ao final de 2014, o montante era de R$ 470 milhões. No último mês do ano passado, estava em R$ 466 milhões.

E agora, vai?

Pela segunda vez, estão em andamento as obras da segunda etapa do corredor de ônibus da Nove de Março, no Centro de Joinville. No final de 2015, o governo do Estado iniciou os trabalhos, mas o então Ippuj insistiu em mudanças no projeto e a empresa contratada alegou que os recursos previstos não eram suficientes para bancar as alterações. E tudo parou.

Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

Mais simples

Agora, a Prefeitura recomeçou a obra, em versão mais simplificada. Também está em tratativa convencer o Estado a fazer outras intervenções. Ainda não há data para a Nove de Março se transformar em único acesso para os ônibus ao terminal central, com eliminação da passagem desses veículos em outras cinco ruas do entorno.

Conselho

Além de Roque Mattei, Simone Schramm também está cotada para assumir uma vaga no Conselho Estadual de Educação. Hoje, só tem Tito Lermen, de Joinville, como conselheiro, ainda que suplente. De uma hora para outra, a maior presença de Joinville no conselho se tornou pauta importante.

Como será?

Nas visitas anteriores, antes da eleição municipal do ano passado, o governador Colombo e o prefeito Udo trocavam elogios mútuos. Agora, a expectativa é saber o que um falará do outro nas solenidades de hoje e amanhã, quando Colombo volta a visitar Joinville depois de ausência de mais de seis meses.

Na hora dos discursos

Nesse intervalo, governador e prefeito romperam por causa da campanha eleitoral. O cerimonial prevê discursos de Udo, se o prefeito quiser – de Colombo, é claro que vai ter, afinal os investimentos a serem anunciados são todos do governo estadual. O prefeito até queria audiência na Prefeitura, mas não levou.

Semestre

Seis meses depois da sentença com a revogação da liminar que impedia a operação do estabelecimento, o primeiro crematório de Joinville ainda não tem data para entrar em operação: o espaço instalado na Santos Dumont com a Tuiuti aguarda a atualização do licenciamento ambiental, já solicitada à Fatma.

Educação infantil

Hoje tem audiência pública sobre educação infantil em Joinville, com foco na falta de vagas. O evento da Defensoria Pública de SC inicia às 18h30 na Câmara de Vereadores.

Deve ser em maio

Já está sendo preparada a nova visita de Colombo em Joinville: será para a inauguração da escola Luiz Henrique e da nova ala do Hospital Regional.

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros