Programa que apoia TCCs de estudantes de SC abre inscrições - Geral - A Notícia

Versão mobile

Tecnologia e inovação10/04/2017 | 11h05Atualizada em 10/04/2017 | 17h39

Programa que apoia TCCs de estudantes de SC abre inscrições

Universitários que propõem soluções tecnológicas e inovadoras como trabalho final podem contar com o apoio do Academic Working Capital

Programa que apoia TCCs de estudantes de SC abre inscrições TIM / Divulgação/Divulgação
Proposta oferece acompanhamento, orientação de negócios e recursos financeiros para transformar uma ideia em um produto ou negócio Foto: TIM / Divulgação / Divulgação
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Estudantes universitários que estejam desenvolvendo trabalho de conclusão de curso (TCC) e buscam apoio para seus projetos têm até quinta-feira para realizar a inscrição para a 3ª edição do Academic Working Capital (AWC), programa do Instituto TIM. As melhores iniciativas receberão acompanhamento, orientação de negócios e dinheiro para transformar sua ideia em um produto ou negócio.

Podem se inscrever grupos de universitários de qualquer área da graduação, desde que o líder do projeto esteja matriculado na etapa de execução do TCC, e que seu trabalho seja voltado para soluções tecnológicas ou de inovação. Estão aptos a participar alunos matriculados em universidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal. Nesta edição também podem participar alunos matriculados em oito Escolas Técnicas (Etecs) de SP.

Os interessados devem se cadastrar no site do programa para receber um e-mail com as instruções. Os selecionados receberão orientação técnica e de negócios, participarão de workshops e serão acompanhados semanalmente por monitores do AWC. No final de 2017, ainda terão a oportunidade de participar de uma Feira de Investimentos, onde poderão apresentar suas soluções para profissionais do mercado e investidores.

Case de sucesso catarinense
Na edição de 2016, o joinvilense Allan Soares Duarte foi um dos destaques. O aplicativo desenvolvido por ele, Conexão Enxaqueca, foi um dos projetos a receber o apoio financeiro e supervisão do Academic Working Capital. O aplicativo disponibiliza um diário, com o objetivo de reunir todas as informações sobre sua rotina e tentar identificar as causas para as crises. 

Além disso, serve como documento técnico para os médicos cadastrados, ajudando-os na avaliação da eficácia das medicações e dos métodos de alívio prescritos. O aplicativo já está disponível nos para download, e é compatível com sistema Android, iOS e Windows Phone. 

Além do Conexão Enxaqueca, o AWC já apoiou o desenvolvimento de cerca de 40 projetos inovadores. Outros exemplos são MVSia, que tem entre seus produtos uma seletora de mudas de eucalipto que substitui o processo manual (Universidade de São Paulo); o Nanotropic, um aditivo nanoplástico semelhante aos utilizados nas embalagens tradicionais de alimentos, mas com propriedades bactericidas e fungicidas (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) e o Staat, equipamento eletrônico com sensor para identificação precisa da cor dos dentes (Universidade Federal de São Carlos - SP).

Leia também:
Curso gratuito de programação de games está com inscrições abertas em Florianópolis

Taxa de inscrição do ENEM tem reajuste de 20%

Somente 21 cidades de SC atingiram meta de vacinação para HPV

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaBuraco na avenida Paulo Schroeder, em Joinville, aumenta desde janeiro https://t.co/6E06MZJ9ky #LeianoANhá 3 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaSecretaria de Segurança muda para nova sede em Florianópolis https://t.co/V8UPUwMSDU #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros