Anfíbio em risco de extinção é identificado na Serra Catarinense - Geral - A Notícia

Versão mobile

Animais17/04/2017 | 13h28Atualizada em 17/04/2017 | 17h18

Anfíbio em risco de extinção é identificado na Serra Catarinense

Uma perereca-de-vidro foi encontrada no Complexo Serra da Farofa

Anfíbio em risco de extinção é identificado na Serra Catarinense Sumatra Ambiental/Divulgação
Foto: Sumatra Ambiental / Divulgação
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Uma perereca-de-vidro foi encontrada pela primeira vez na Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual (RPPNE), no Complexo Serra da Farofa, na Serra catarinense. O animal é classificado como vulnerável na lista das espécies ameaçadas de extinção no Estado, divulgada pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma). A unidade de conservação e preservação ambiental, que existe desde 2011 e pertencente à Klabin, produtora e exportadora de papéis, fica entre os municípios Painel, Urupema, Rio Rufino, Urubici e Bocaina do Sul.

A identificação do anfíbio foi possível pelo monitoramento da fauna. Segundo a Klabin, o registro confirma a importância de se manter um ambiente intocado, com condições ideais para manutenção da biodiversidade. Além da perereca-de-vidro, foram identificadas outras 79 espécies na reserva, entre anfíbios, répteis, aves e mamíferos. Destas, cinco estão na lista vermelha das ameaçadas de extinção e utilizam a unidade de conservação como abrigo: o leão-baio, o gato-pequeno-do-mato, a jaguatirica, o papagaio-de-peito-roxo e a irara, semelhante a uma fuinha. 

Saiba mais sobre a perereca-de-vidro

A espécie Vitreorana uranoscopa pertence à família Centrolenidae, mede entre 19 a 25 mm e é típica da Mata Atlântica Sul do país. Sua população é pequena e habita fragmentos preservados de mata ciliar e, em épocas reprodutivas, realiza a desova nas folhas sobre as águas dos riachos. As principais particularidades dessa espécie são o corpo translúcido e sua vocalização, que se assemelha a uma colher que bate em um copo de cristal, som que permitiu que a perereca fosse encontrada.

Foto: Sumatra Ambiental / Divulgação

Leia também:

Ibama apreende 109 peixes ameaçados de extinção em peixarias de Santa Catarina

Parque Estadual das Araucárias recebe cerca de 2,5 mil visitantes no primeiro ano de atividades

Parque do Bosque Pedro Medeiros será reaberto em Florianópolis



 
 
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros