Paralisação nacional deve afetar serviços nesta quarta-feira na Grande Florianópolis - Geral - A Notícia

Versão mobile

Atenção14/03/2017 | 16h20Atualizada em 15/03/2017 | 11h29

Paralisação nacional deve afetar serviços nesta quarta-feira na Grande Florianópolis

Trabalhadores do transporte, por exemplo, cruzarão os braços a partir das 16h em protesto contra reformas trabalhista e da Previdência

Diário Catarinense
Diário Catarinense

Ao menos 13 categorias em Santa Catarina devem aderir à paralisação nacional convocada para esta quarta-feira, 15 de março. O protesto ocorre em razão das reformas da Previdência e trabalhista, que tramitam no Congresso Nacional. Com isso usuários de serviços públicos devem ficar atentos: trabalhadores da educação, saúde e transporte estão entre os que devem cruzar os braços.

No caso do transporte público da Grande Florianópolis, motoristas e cobradores paralisarão as atividades a partir das 16h, quando ocorrerá um ato unificado de sindicalistas ao lado do Ticen. De acordo com Deonísio Linder, diretor de comunicação do sindicato da categoria (Sintraturb), a paralisação deve durar aproximadamente duas horas, tempo estimado para o ato e a passeata no Centro.

Por causa da paralisação, a prefeitura de Florianópolis liberou em caráter provisório e emergencial os credenciados do transporte escolar, de turismo e de fretamento para utilizarem as vans que estiverem disponíveis durante o protesto. Os valores devem variar entre R$ 5 (Centro) a R$ 7 (Norte, Leste, Sul e Continente). Fiscais estarão nos seguintes pontos para assegurar os valores acordados:

Destino Sul: Avenida Paulo Fontes, ao lado do Terminal Cidade de Florianópolis

Destino Leste: passarela da Terminal Rita Maria

Destino Norte: ao lado do Camelódromo, em frente ao TICEN

Destino Continente: em frente ao Terminal Rita Maria

Outra categoria que participará é a dos servidores da saúde. Ocorrerão paralisações ao longo de todo o dia no Hospital Celso Ramos e no Hospital Regional de São José, com o fechamento da emergência e a manutenção apenas dos serviços básicos. 

Na educação, o Sinte-SC fará uma assembleia quarta, com indicativo de greve. A orientação do sindicato é que os profissionais não compareçam aos locais de trabalho na quarta-feira. Os trabalhadores ligados ao serviço público de Florianópolis, São José e Palhoça também estão convocados para o "dia de lutas", mas não se sabe como será a adesão ao movimento. No caso da Capital, a paralisação desta quarta-feira foi aprovada na mesma assembleia que deliberou pelo fim da greve de quase 40 dias, em fevereiro.

Os trabalhadores da Comcap fizeram assembleia na manhã desta quarta e decidiram parar a coleta de lixo, aderindo ao dia de paralisação nacional. O serviço será retomado às 7h de quinta-feira e a orientação para os moradores é que guardem o lixo nas residências até este horário para evitar acúmulo nas ruas.

Também devem cruzar os braços na quarta-feira os profissionais dos Correios, do INSS e da Anvisa, professores e servidores dos Institutos Federais, servidores públicos estaduais, parte dos professores da UFSC, os eletricitários e os servidores das justiças Federal, Eleitoral e do Trabalho.

No caso dos bancários, não deve haver impacto para os clientes, já que as agências abrirão normalmente, com os funcionários participando do ato no Ticen a partir das 16h.

Durante a manhã, a Secretaria de Saúde de Florianópolis informou quais serviços serão mantidos nos centros de saúde na tarde de quarta-feira, por causa da paralisação.

Unidades com atendimento normal: Costa da Lagoa, Córrego Grande, Itacorubi, João Paulo, Caiera Barra do Sul, Ribeirão da Ilha, Jardim Atlântico, Monte Cristo, Capoeiras, Estreito, Vila Aparecida

Unidades com atendimento parcial: Prainha, Centro, Pantanal, Saco Grande, Costeira, Alto Ribeirão, Cachoeira do Bom Jesus, Canasvieiras, Ingleses, Ponta das Canas, Ratones, Rio Vermelho, Santinho, Santo Antônio de Lisboa, Vargem Pequena, Coqueiros

Unidades sem atendimento: Trindade, Agronômica, Monte Serrat, Saco dos Limões, Barra da Lagoa, Lagoa da Conceição, Campeche, Carianos, Rio Tavares, Fazenda Rio Tavares, Morro das Pedras, Jurerê, Vargem Grande, Tapera, Abraão, Balneário, Coloninha, Novo Continente, Sapé

Leia mais

Motoristas e cobradores de ônibus vão paralisar atividades às 16h de quarta-feira em Florianópolis 

 
 
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros