Como votaram os deputados de SC no projeto que libera terceirização de todas as atividades - Geral - A Notícia

Versão mobile

Política22/03/2017 | 22h08Atualizada em 22/03/2017 | 23h46

Como votaram os deputados de SC no projeto que libera terceirização de todas as atividades

Apesar de a maioria dos representantes catarinenses ser contrária ao texto, a matéria foi aprovada por 231 votos a 188, com oito abstenções

Diário Catarinense
Diário Catarinense

Sete dos 13 deputados federais de Santa Catarina votaram contra ao projeto de lei de 19 anos atrás que permite a terceirização irrestrita em empresas privadas e no serviço público. A votação ocorreu durante a sessão desta quarta-feira. Dos catarinenses, Cesar Souza (PSD) se absteve de votar. Os outros cinco que estavam em plenário foram favoráveis. O texto principal do projeto foi aprovado por 231 votos a 188. Ao todo, foram contabilizadas oito abstenções. O plenário ainda precisa votar os destaques ao projeto durante a sessão desta quarta-feira.

A proposta do projeto também amplia a permissão para contratação de trabalhadores temporários, dos atuais três meses para até nove meses - seis meses, renováveis por mais três. O quórum da votação foi menor do que os 308 votos mínimos necessários para aprovar uma PEC, como a da reforma da previdência, por exemplo.

O texto final aprovado, que seguirá para sanção do presidente Michel Temer, autoriza terceirização em todas as atividades, inclusive na atividade-fim. Atualmente, jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho (TST) proíbe terceirizar atividade-fim da empresa. Por exemplo, um banco não pode terceirizar os atendentes do caixa.

No caso do serviço público, a exceção da terceirização será para atividades que são exercidas por carreiras de Estado, como juízes, promotores, procuradores, auditores, fiscais e policiais. Outras funções, mesmo que ligadas a atividade-fim, poderão ser terceirizadas em órgãos ou empresas públicas.

Contrários (votaram não)
Carmen Zanotto (PPS)
Décio Lima (PT)
Esperidião Amin (PP)
Geovania de Sá (PSDB)
João Rodrigues (PSD)
Jorge Boeira (PP)
Pedro Uczai (PT)

Favoráveis (votaram sim)
Celso Maldaner (PMDB)
João Paulo Kleinübing (PSD)
Marco Tebaldi (PSDB)
Rogério Peninha (PMDB)
Valdir Colatto (PMDB)

Abstenção (optou por não votar)
Cesar Souza (PSD)

Leia também:

Câmara aprova projeto que libera terceirização de todas atividades

"Terceirização vota hoje, lógico", confirma Rodrigo Maia

Retirada de servidores de reforma tira da pressão sobre deputados, diz Maia

Oposição protocola requerimento para CPI da Previdência com 46 assinaturas

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaFortalece ideia de transformar bairro Espinheiros em via gastronômica em Joinville https://t.co/XkzM667Uwo #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAcidentes em rodovias federais deixam três mortos em SC https://t.co/tWZJnucVJB #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca