Black Friday: Procon de SC monitora lojas online para evitar maquiagem de preços - Geral - A Notícia

Versão mobile

Comércio eletrônico23/11/2016 | 14h29Atualizada em 23/11/2016 | 14h29

Black Friday: Procon de SC monitora lojas online para evitar maquiagem de preços

Fiscalização foi iniciada há três meses e segue até a próxima sexta-feira, quando as promoções são intensificadas

Black Friday: Procon de SC monitora lojas online para evitar maquiagem de preços Marco Favero/Agencia RBS
Foto: Marco Favero / Agencia RBS

O Procon de Santa Catarina está fiscalizando as maiores lojas online do comércio eletrônico brasileiro. O trabalho, iniciado há três meses, tem por objetivo flagrar possíveis tentativas de maquiagem de preços dos produtos anunciados durante o período da Black Friday, que acontece na próxima sexta-feira. O resultado da ação será anunciado na semana que vem. 

A fiscalização busca saber se as lojas estão aumentando os preços e praticando descontos em cima desse reajuste — o que caracteriza fraude. Conforme o diretor estadual do órgão de defesa do consumidor, Maycon Baldessari, a ação não se restringe ao e-commerce catarinense. 

— Estamos monitorando, principalmente, os maiores lojistas, como Ricardo Eletro, Americanas e Salfer. Então também há empresas de Santa Catarina, mas é uma fiscalização mais ampla. Os itens que estamos de olho são aqueles mais procurados: celulares, notebooks, eletrodomésticos... — lista. 

Orientações para compras

Por meio de uma cartilha, o Procon SC orienta que os consumidores devem checar se os estabelecimentos estão listados no endereço Black Friday Legal 2016. O site informa se os descontos praticados pelas lojas são reais. 

Mesmo assim, salvar os anúncios, comprovantes de pagamentos e contratos é fundamental, segundo o órgão, caso os internautas queiram posteriormente sintam-se lesados e queiram reclamar. Uma vez veiculadas, as ofertas devem ser cumpridas. 

Além da reputação das empresas disponíveis nas próprias redes sociais, o endereço da Receita Federal também está disponível para checagem da situação de cada e-commerce. Se aparecerem as palavras "baixada", "cancelada" ou "inativa", a orientação é para que o consumidor desista da compra. 

Leia mais
Saiba como garantir descontos verdadeiros e fugir da propaganda enganosa da Black Friday em SC

Black Friday: 41% das reclamações em SC são por propaganda enganosa

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia'AN' testa o aplicativo Uber no primeiro dia de funcionamento em Joinville https://t.co/il68udAyxO https://t.co/6WUEYID981há 1 minutoRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVagner Mancini será o técnico da Chapecoense https://t.co/QEwIhlRC03há 7 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros