50% dos protetores solares para o rosto oferecem proteção abaixo da anunciada em rótulo, avalia ONG - Geral - A Notícia

Versão mobile

Direito do consumidor28/11/2016 | 20h43Atualizada em 30/11/2016 | 16h12

50% dos protetores solares para o rosto oferecem proteção abaixo da anunciada em rótulo, avalia ONG

Das 10 marcas testadas pela associação proteste, cinco apresentaram discrepâncias abaixo do permitido pela Anvisa

50% dos protetores solares para o rosto oferecem proteção abaixo da anunciada em rótulo, avalia ONG Diorgenes Pandini/Agencia RBS
Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Metade dos protetores solares faciais possuem desempenho abaixo do informado no rótulo. Os dados são de uma análise da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, a Proteste, feita com 10 marcas. Em uma delas, os exames constataram que o fator de proteção solar (FPS) era 42% menor do que o anunciado.

Para a ONG, essa discrepância prejudica o consumidor, que acaba pagando mais por um produto de qualidade inferior — quanto maior o FPS, mais caro é um protetor solar. A metodologia da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) permite uma diferença de até 17% em relação ao anunciado no rótulo.

As cinco marcas que apresentaram qualidade inferior à anunciada foram: Sundown, L'Oreal, ROC, Sunmax e La Roche Posay. Esta última possuía um valor de FPS 42% menor do que o informado na embalagem. As outras quatro apresentaram uma diferença acima da permitida pela Anvisa.

Também foi avaliada a proteção contra radiação ultravioleta (UVA, responsável principalmente pelo envelhecimento precoce e câncer de pele) dos produtos, que desde 2012 são obrigados a cumprir uma nova exigência da Anvisa: a proteção UVA deve ser um terço do FPS. Ou seja: um protetor com FPS 60 precisa ter proteção UVA igual a 20, no mínimo. O protetor da L'Oreal foi considerado ruim por apresentar 26% do FPS rotulado ao invés dos 33% exigidos para UVA.

A Proteste comunicou aos fabricantes sobre a discrepância, recomendando que a informação dos rótulos seja corrigida. Também solicitou à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) que peça obrigue as empresas a pedirem recall dos produtos.

Contraditório

A L'Oreal emitiu nota refutando os resultados da Proteste. Segundo a empresa, testes feitos por laboratórios independentes e com metodologias consolidadas apresentaram resultados dentro da normalidade para suas marcas. Confira a nota na íntegra:

A L¿Oréal refuta, de forma absoluta, os resultados apresentados pela Proteste e desconhece os critérios utilizados na realização dos testes em protetores solares conduzidos por esta entidade. O Grupo e suas marcas La Roche-Posay e L¿Oréal Paris não foram informados sobre o laboratório no qual foram feitos esses testes, tampouco as condições e os resultados detalhados dos mesmos.

A L¿Oréal reafirma seu compromisso com a saúde da população brasileira e fornece produtos seguros e de alta eficácia. Todos os testes de nossos produtos solares – em particular os referentes a segurança e eficácia – foram analisados e aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), conforme regulamentação sanitária vigente.

Ao contrário da Proteste, a L¿Oréal apresenta, com total transparência, as análises feitas por laboratórios independentes e de reconhecimento mundial, utilizando as metodologias ISO 24444:2010 (FPS) e ISO 24442:2011 (PPD).

Os testes dos produtos Anthelios XL Fluide FPS 70 (La Roche-Posay) e Solar Expertise Invisilight FPS 50 (L¿Oréal Paris), que foram feitos nos laboratórios Dermscan, IEC France e Poland Dermscan, apresentam resultados absolutamente divergentes dos informados pela Proteste, conforme abaixo:

Resultados:
- Anthelios XL Fluide FPS 70 (testes realizados pelo Laboratório Dermscan):
FPS = 85,4
UVA: 44,5
- Solar Expertise Invisilight FPS 50 (testes realizados pelos Laboratórios IEC France e Poland Dermscan):
FPS = 58,9
UVA: 23,2

Leia também:
Santa Catarina bate recorde de doações de múltiplos órgãos
Caderno Nós: os desafios das famílias que encaram o câncer infantil
Anvisa divulga alimentos que apresentam maior risco de contaminação por agrotóxicos 


 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPrefeitura de Florianópolis decreta emergência após ciclone subtropical https://t.co/1UtCYiBEK9há 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaNo dia seguinte ao adeus, Arena Condá ainda recebe visitantes https://t.co/5peKncxwvDhá 3 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros