Redução no preço dos combustíveis não deve chegar às bombas em Joinville - Geral - A Notícia

Versão mobile

Finanças 17/10/2016 | 14h22

Redução no preço dos combustíveis não deve chegar às bombas em Joinville

Sindicato dos postos diz que queda no preço ocorreu apenas nas refinarias. Preço da gasolina, por exemplo, permanece entre R$ 3,19 a R$ 3,56 nos postos da cidade, segundo a ANP

Redução no preço dos combustíveis não deve chegar às bombas em Joinville Salmo Duarte/Agencia RBS
Por enquanto, não houve mudanças nos preços praticados na cidade Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Desta vez, os consumidores de Joinville não devem sentir a redução no preço da gasolina anunciado pela Petrobras na última semana e que passou a valer em suas refinarias já a partir do sábado.

Confira outras notícias de Joinville e região.

Nesta segunda-feira, o presidente do Sindicato dos Postos de Combustíveis (Sindipetro), Reinaldo Francisco Geraldi, comentou o caso.

— Essa redução foi apenas para as refinarias e num valor muito baixo. Só o etanol já subiu R$ 0,30 nos últimos dias e não houve repasse. A Petrobras precisa deixar esses preços mais claros para o consumidor — disse o representante dos postos em Joinville. 

Em setembro, Joinville tinha a gasolina mais barata do Estado.

O anúncio da última semana faz parte de uma nova política de preços da gasolina e do diesel. Em comunicado, a estatal informa a redução do preço do diesel em 2,7% e da gasolina, em 3,2%. Os novos valores passaram a valer a partir de sábado, mas apenas nas refinarias.

A expectativa dos motoristas era de que o impacto no preço final poderia reduzir o preço do litro da gasolina e do diesel nos postos em pelo menos R$ 0,05.

Segundo o Sindipetro, é pouco provável que os consumidores percebam mudanças entre as redes ou mesmo nos postos em que abastecem normalmente. O levantamento da Agência Nacional de Petróleo (ANP), na semana entre os dias 10 e 17 de outubro, apontou preços cobrados em Joinville entre R$ 3,19 a R$ 3,56.

— Desta vez não deve haver qualquer mudança. Talvez em outras reduções — diz Geraldi.

No caminho da refinaria até o posto, o preço dos combustíveis é influenciado por diversos fatores, como valor do etanol, dos custos de distribuição e de revenda e os tributos estadual (ICMS) e federais (Cide e PIS/Cofins).

Por isso, a política da Petrobras para formação dos preços precisa ser mais agressiva para impactar e permitir que haja baixa nas bombas.

A decisão da Petrobras permite que, a partir de agora, os valores cobrados nas refinarias estejam alinhados às cotações internacionais. Isso significa, por exemplo, que a estatal não terá mais prejuízos ao subsidiar os combustíveis no mercado interno, praticando preços inferiores ao do exterior, como ocorreu no passado recente. Mas isso será sentido aos poucos pelo consumidor.

Os preços serão reavaliados pelo menos uma vez por mês. Isso indica possibilidade de redução, manutenção ou até aumento.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Fiscalização 11/02/2015 | 17h44

Procon notifica 56 postos de gasolina em Joinville por preço abusivo

Fiscais encontraram aumentos de até R$ 0,50 no litro da gasolina comum

Conta mais salgada 01/02/2015 | 19h17

Após reajuste no domingo, preço da gasolina chega a R$ 3,39 em Joinville

O aumento na refinaria foi de R$ 0,22 por litro mas o consumidor se deparou com até R$ 0,42 de aumento, segundo levantamento de A Notícia em vários postos da cidade

Cidade 10/11/2014 | 22h09

Reajuste no preço da gasolina começa a ser repassado aos postos de Joinville

O reajuste de 3% no preço da gasolina e de 5% do diesel vale desde sexta-feira nas refinarias

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRepórter é consolado por mãe de goleiro da Chape, dona Alaíde, morto em tragédia https://t.co/axGmaiv7Ehhá 11 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRT @jec_online: No peito pra sempre! Jogadores do #JECFutsal terão símbolo da Chape na camisa no jogo contra Jaraguá #forçaChape https://t.…há 11 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros