Mary Bastian: Primavera molhada - Geral - A Notícia

Versão mobile

Crônica17/10/2016 | 08h02

Mary Bastian: Primavera molhada

"A minha vontade era puxar briga com alguém, mas, além de morar sozinha, estava com o telefone fixo mudo, só recebia, que nem pai de santo."

Mary Bastian
Mary Bastian

escritora

A chuva que tem insistido em cair aprisionou minhas ideias em algum buraquinho cheio de água. Afogou minha imaginação e cada vez que olho para a rua, mais sinto que estou sem nenhuma inspiração pra escrever. No dia 12, foi o Dia das Crianças, outra coisa que me deixou sem assunto, porque não temos mais bebês ou crianças da família por perto. A minha vontade era puxar briga com alguém, botar os bichos para fora, mas, além de morar sozinha, estava com o telefone fixo mudo, só recebia, que nem pai de santo, e o celular sem carga. E mesmo assim, o fixo não tocou nenhuma vez o dia inteiro. É ou não é para deixar qualquer um revoltado?

Fui para o Face e aí melhorou um pouquinho meu humor ao ver que as primas gaúchas, todas elas, postaram fotos de quando eram crianças. Dei muita risada e mandei recados para todas. Continuam com as mesmas carinhas daquele tempo, porque vi uma foto comemorativa delas há poucos meses e continuam reconhecíveis, apesar de umas mais gordinhas que outras, outras, como eu, de cabelo branco, mas reconhecíveis. Espero que não me roguem uma praga por dizer isto.

Confira notícias de Joinville e região.

Faz anos que não vejo aquela turma. Só que agora, com o Face, a coisa ficou mais fácil. Bato papo seguidamente com elas, mas volta e meia tenho de perguntar quem é aquela de vestido amarelo, ou aquele de camisa azul. São os da segunda geração, e estes eu não conheço mesmo. Imagina só os da terceira, visto que elas todas têm netos. Mas só eu tenho bisneto. Arre! Para alguma coisa serve ser a mais velha. Então mandei uma porção de mensagens para elas, paras minhas netas, para o meu bisneto. E me acalmei.

No dia 15, tivemos o Dia do Professor, a quem parabenizo, desejando que alcancem justiça e glória pelo seu trabalho. Lutem e briguem por sua dignidade. Ensinem às crianças que não existe país melhor que este, mostrem a elas as coisas que estão erradas e as ensinem a fazer as certas. Aticem o orgulho de serem brasileiros, entrem nas salas cantando o Hino Nacional. Pode ser que, aos pouquinhos, a Pátria volte a ser a mãe gentil.

l.

A NOTÍCIA

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaSenado adia sessão para esperar decisão do STF sobre afastamento de Renan Calheiros https://t.co/ykBgXcQeDVhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAO VIVO: STF decide se mantém ou afasta Renan Calheiros da presidência do Senado https://t.co/iOIfkAQjbehá 3 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros