Professora cria projeto para acolher crianças e é reconhecida em prêmio nacional - Geral - A Notícia

Versão mobile

Educação03/09/2016 | 08h31Atualizada em 03/09/2016 | 08h31

Professora cria projeto para acolher crianças e é reconhecida em prêmio nacional

Marilei Roseli Chableski, do CEI do bairro Adhemar Garcia estudou o comportamento das crianças e descobriu formas para a separação dos pais não ser tão traumática

Professora cria projeto para acolher crianças e é reconhecida em prêmio nacional   Salmo Duarte/Agencia RBS
Professora Marilei foi buscar pistas para as respostas com os pais Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

Choro é um som bastante comum em berçário, maternal, creche ou outro lugar que abrigue crianças na tenra idade. É o meio que elas têm, afinal, de expressar que algo não vai bem, física ou emocionalmente.

Na ânsia de entender a causa das lágrimas, uma professora do Centro de Educação Infantil (CEI) do bairro Adhemar Garcia, em Joinville, foi buscar pistas para as respostas com quem tem mais proximidade com os pequenos: os pais.

Graças ao Projeto Pé com Café, a professora Marilei Roseli Chableski colocou Joinville entre os dez vencedores do Prêmio Educador Nota 10, organizado pela Fundação Victor Civita. A solenidade de premiação acontecerá no dia 17 de outubro, em São Paulo.

Atuando na educação infantil há pelo menos seis anos, Marilei sabe bem que a chegada ao berçário é difícil para a criança e para os pais, porque significa a separação da família, mesmo que só por algumas horas.

– É a primeira vez que ela vai passar mais tempo longe dos pais, da avó. Quando chega aqui, encontra um lugar desconhecido – explica a professora.

Como a situação se reflete no trabalho das professoras, Marilei julgou importante conhecer, mais profundamente, a rotina dos recém-chegados. Ela desenvolveu um questionário para conhecer os hábitos e manias dos bebês, a fim de explorar a particularidade de cada criança – hoje, são 16 frequentando o berçário 1 do CEI, com idades entre 4 meses e 1 ano e dois meses.

Por exemplo, como é banho, de que forma é oferecida a alimentação, a criança ouve música na hora do sono, há prática de leitura em casa? Desse modo, é reproduzida uma pequena parcela da rotina doméstica, oferecendo segurança ao bebê e facilitando o objetivo pedagógico.

– Com uma adaptação mais tranquila, a família percebe que estamos realmente preocupados com o bem-estar da criança – diz Marilei, que começou o Projeto Pé com Café no ano passado.

Confira mais notícias de Joinville e região

Aliás, o título vem de umas das atividades desenvolvidas neste período: o exercício sensorial de caminhar sobre grãos, realizado com pais e filhos. É fácil concluir que o vínculo entre casa e CEI sai ganhando também.

Os bons resultados e a indicação ao Prêmio Educador Nota 10 incentivaram a adaptação do projeto para as demais faixas etárias atendidas pelo CEI Adhemar Garcia – de um até quatro anos incompletos – a partir de 2017.

– Precisamos mostrar para as famílias uma segurança em relação ao bem mais precioso delas, que é os filhos, e permitir que elas possam trabalhar tranquilas – justifica a diretora Benta Regina Laureano de França.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Educação 16/10/2014 | 21h48

Professoras de Joinville receberão prêmio de educação em São Paulo

Além do Prêmio Educador Nota 10, elas também concorrerão com outros professores do Brasil ao Educador do Ano

12/09/2011 | 08h16

Duas escolas de Joinville estão entre as mais bem colocadas de SC no Enem

Confira o ranking das instituições que participaram do exame

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaTribunal de Justiça suspende revista íntima no sistema prisional de SC https://t.co/oz6a0QO9wV #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDireção da Darcy Vargas revê restrições e homens podem acompanhar pacientes a noite em Joinville  https://t.co/ovZIRzbKgU #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros