Joinville redescobre o Mercado Público - Geral - A Notícia

Vers?o mobile

 
 

Lazer13/10/2014 | 06h38

Joinville redescobre o Mercado Público

Mudanças na estrutura iniciaram-se em 2009, mas foi neste ano, com 90% das obras concluídas, que o local voltou a ser ponto de encontro

Joinville redescobre o Mercado Público Rodrigo Philipps/Agencia RBS
Quem visita o Mercado de hoje encontra um cenário bastante diferente do que se via há cinco anos Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

Com quase toda a obra concluída, o Mercado Municipal de Joinville mudou de cara e ficou assim: "festeiro". De quarta-feira a sábado, a praça Hercílio Luz vira palco da música, que saiu de vez de dentro das paredes da construção que imita o enxaimel.

Ao ar livre, à sombra de um flamboyant, amigos se reúnem para degustar a comida de lanchonetes e restaurantes abertos ao público. São onze estabelecimentos ativos, enquanto cinco boxes permanecem vazios devido a um impasse que se arrasta desde a licitação de ocupação, feita em 2012.

Quem visita o Mercado de hoje encontra um cenário bastante diferente do que se via há cinco anos. Em 2009, as mudanças iniciaram-se tanto na estrutura quanto no modo de administração. A estrutura está sob os cuidados da Fundação Turística de Joinville, que tem um administrador dentro do Mercado, Sílvio Meira. Ele entrou pelas portas antigas no início das mudanças e agora participa do que poderia ser o desfecho desse capítulo da história.

— A Prefeitura gastava muito com o Mercado, cerca de R$ 12 mil por mês — diz Meira.

Os aluguéis dos boxes não eram suficientes para suprir os gastos. A balança estava sempre negativa, com aluguéis de 20 m² a R$ 300 por mês _ um valor considerado baixo para salas comerciais com localização privilegiada. A formação de um convênio tirou um peso das costas da Prefeitura. De acordo com Sílvio, os boxistas se tornaram condôminos responsáveis por administrar o espaço. Restou ao poder público o investimento na estrutura.

>> 163 coisas para fazer em Joinville


Assim como em edifícios onde moram muitos joinvilenses, existe um síndico que centraliza as decisões. O olhar jovem do síndico, segundo avalia Meira, ajudou a transformar o cenário.

— Mudou a cara do Mercado. Está reconfigurado como praça de eventos —  considera o coordenador.

Se antes a âncora do Mercado era a peixaria, hoje o barco está atracado na praça, com direito a música, chope e petiscos. O síndico e dono de um dos restaurantes, Valmir Santhiago Júnior, estabeleceu uma parceria com a Fundação Cultural de Joinville (FCJ). Todos os participantes do Projeto Autoral, da FCJ, podem tocar na pracinha do Mercado. São remunerados e têm oportunidade de mostrar o trabalho para os frequentadores.

— O Mercado Público é a alma da cidade — argumenta Santhiago Júnior, que completa: — O Mercado é hoje o espaço mais democrático de Joinville.

Meira acredita que hoje existe um Mercado festeiro, motivo de orgulho e elogio de outros administradores de mercados, como por exemplo, o de Curitiba, que não tem esse clima.



O Mercado nunca parou desde que as obras começaram. Agora, o trabalho se concentra na área externa dos fundos, para finalização da calçada, que vai receber luminárias às margens do Cachoeira. Também na parte de trás, dois contêineres refrigerados serão colocados para manter o lixo a uma temperatura estável e evitar mau cheiro.

Conforme Sílvio Meira, duas bombas serão instaladas debaixo do estacionamento para fazer com que o esgoto atravesse a rua, em nível mais alto que o do Mercado, e encontre a rede. Com a estação elevadora de esgoto, serão gastos R$ 60,5 mil. Do lado de dentro, além da hidráulica, a elétrica merece atenção. Um painel trifásico mudará o sistema de distribuição de energia, que ficará obrigatoriamente do lado de fora.

Para finalizar com beleza, os fios que hoje estão emaranhados na estrutura do telhado serão desembaraçados em galerias subterrâneas. Assim, as atenções se voltam para o teto. Luzes iluminarão as tesouras, a estrutura de madeira que sustenta o telhado. A praça que virou centro de eventos pode ficar com ainda mais cara de palco quando a reforma passar por lá.

A reforma do Mercado é feita a partir de um contrato com saldo equivalente a R$ 1,1 milhão. Deste valor, já foram investidos R$ 892 mil desde setembro de 2012.

O piso de lajota foi substituído por porcelanato antiderrapante. Dois conjuntos de banheiros nas extremidades, um já em pleno funcionamento. Boxes reconfigurados. Tudo parece quase pronto no Mercado, mas três boxes não podem ser ocupados e um deles ainda não foi reformado. O atual proprietário do box nº 4 é acusado de atrasar as obras de todo Mercado.

— Ele ganhou a licitação, mas não tinha dinheiro para pagar — argumenta Meira.

Para continuar com a lanchonete no box nº 4, o proprietário conseguiu uma liminar na Justiça. O coordenador do mercado diz que a liminar está impedindo a licitação dos espaços ainda não ocupados. O proprietário preferiu não se pronunciar.




O que você encontra no Mercado

Café Stamhaus
Tem mais de 40 tipos de cerveja  e comercializa quatro tipos de chope. Serve pratos e petiscos.

Espaço Sabor
Restaurante que, além de pratos especiais, trabalha especialmente com a linha da Opa Bier.

Porto da Cerveja
O espaço tem como carro-chefe a batata recheada e oferece três tipos de chope.

Acarajé e Tapioca
Todo sábado, realiza feira de comidas típicas do Nordeste, até as 15 horas.

Empório Joinville
Vende o café moído e embalado na hora para o cliente.

Empório dos Naturais
É o lugar onde se encontram vários tipos de frutas secas e outras especiarias.

Casa das Especiarias
Também comercializa especiarias, além de biscoitos e grãos a granel.

Peixaria Classe A
Tradicional e âncora do Mercado durante muitos anos, tem todo tipo de peixe.

Açougue Classe A
É o "primo" da tradicional peixaria, especializada em carne vermelha.

Verdureira Santhiago
Além das verduras e frutas, é possível encontrar um pouco de tudo do que se precisa em uma casa.

Barbearia Ramos
Um dos estabelecimentos mais antigos do Mercado. Tem três cadeiras.

Boi de Mamão
Loja de artesanato com peças rústicas e suvenires de Joinville. Na entrada, a porta antiga do Mercado tem vitral de mosaico.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Evento 10/10/2014 | 21h09

Melhor cuca de Joinville será escolhida no Mercado Público neste sábado

Receita vencedora será escolhida por um grupo de jurados às 16 horas

Para os cervejeiros 18/07/2014 | 16h34

Evento no Mercado Público de Joinville ensina a fazer cerveja caseira

2ª Brassagem Coletiva acontece neste sábado, às 10 horas

Fim de semana 27/04/2014 | 15h05

Evento de hambúrguer e cerveja lota Mercado Público de Joinville

Versões gourmet de lanche e bebidas artesanais atraíram centenas de joinvilenses

Obras paradas 23/03/2013 | 14h59

Comerciantes abraçam Mercado Público de Joinville em protesto

Reivindicação é para pedir solução para as obras que estão paradas em virtude de briga judicial

Confraternização 11/01/2013 | 07h31

Encontro de motociclistas acontece neste sábado no Mercado Público de Joinville

Desta vez, o evento será mais que um encontro, mas uma comemoração de aniversário, com programação aberta ao público

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaSaiba o que pode mudar com o decreto de armas https://t.co/K9dov1SsUehá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEm carta, governadores pedem revogação de decreto que flexibiliza porte de armas https://t.co/nzzfn4qr9Lhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca