Duplicação da avenida Santos Dumont, na zona Norte de Joinville, vai atrasar - Geral - A Notícia

Versão mobile

Sistema viário09/04/2014 | 06h32

Duplicação da avenida Santos Dumont, na zona Norte de Joinville, vai atrasar

Até agora, menos de 10% da obra iniciada em maio do ano passado foi concluído. Impasse na doação de terrenos vai ultrapassar o prazo de 36 meses inicialmente previsto pela Prefeitura

Duplicação da avenida Santos Dumont, na zona Norte de Joinville, vai atrasar Salmo Duarte/Agencia RBS
Avenida é uma das mais movimentadas em Joinville e está repleta de obstáculos por causa da obra de duplicação Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
Leandro S. Junges

leandro.junges@an.com.br

A Prefeitura de Joinville encerrou a primeira rodada de negociação com os proprietários de terrenos que estão no trajeto da duplicação da avenida Santos Dumont, na zona Norte, com a certeza de que as doações das áreas chegarão a um terço do total e que uma longa negociação terá início para evitar que as desapropriações parem na Justiça. Se isso acontecer, o cronograma das obras atrasará ainda mais.

Por enquanto, o que os técnicos da Prefeitura e do governo do Estado sabem é que os 36 meses previstos inicialmente não serão cumpridos. Um novo prazo para a entrega vai depender do ritmo da negociação das desapropriações e de uma solução para cada novo obstáculo. Os trabalhos, que começaram no fim de maio do ano passado, serão divididos: de um lado o avanço em ritmo acelerado da drenagem e da substituição da rede elétrica; de outro, a passos mais lentos, a duplicação propriamente dita, com as camadas de base e asfalto.

A nova pista é uma realidade apenas nos primeiros metros do Centro em direção aos bairros da zona Norte, e ainda não é plenamente utilizada porque logo adiante começam as obras de drenagem. O trabalho consiste na colocação dos tubos de concreto que farão a captação e escoamento da água da chuva, e que chegou perto de 10% do total. O ideal seria estar em 30% no fim de maio. Em cada trecho, há diâmetros diferentes de tubulação e nem sempre o material está disponível no mercado com a agilidade que os técnicos gostariam.

Ritmo é lento

Esta semana, o secretário de Integração e Desenvolvimento Econômico (SIDE), Jalmei Duarte, encerrou uma rodada de conversas com todos os 103 proprietários das 141 áreas que estão ao longo dos oito quilômetros da duplicação – o projeto prevê  seis pistas entre o trevo perto do Terminal Norte, no entroncamento com a avenida Dona Francisca e o Aeroporto Lauro Carneiro de Loyola.

— Finalizamos o mapa das doações e chegamos a um terço (da obra). É a primeira fase. Temos que ir trabalhando, negociando. Vários obstáculos já foram ultrapassados. Se a gente esperar o mundo ficar perfeito para fazer a obra andar, não haverá obra. Então, estamos andando, passo por passo — disse o secretário.

Para Duarte, mesmo num ritmo mais lento, a partir de agora “é preciso vencer cada obstáculo com paciência e determinação”. Nas reuniões realizadas às sextas-feiras com técnicos da Prefeitura e representantes do governo do Estado, além das duas empreiteiras, um agendamento é feito para a semana seguinte com base no avanço dos trabalhos. O próximo passo é priorizar a infraestrutura do trecho onde as desapropriações já estão definidas.

Menos de 10% da obra está concluído

Um dos nós que precisam ser desatados é o da empresa Duque, que fica perto do trevo com a rua Tuiuti, no bairro Aventureiro. A empresa vive uma insegurança jurídica desde que faliu, no fim do ano passado. Há um trecho que precisa ser negociado, mas deve ser deixado para uma próxima etapa.

Na avaliação do superintendente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Ademir Machado, é preciso acelerar a drenagem enquanto não há definições quanto às desapropriações das áreas. Até ontem à tarde, menos de 10% dos trabalhos estavam executados. 

— Estamos com dificuldade. Enquanto conversamos com a Prefeitura para aceleras as desapropriações, vamos tocando a drenagem e a preparação para a nova pista. Importante é que estamos todos mobilizados — disse.

Binário provisório para diminuir as filas

A Prefeitura de Joinville vai alterar o trânsito nos dois principais eixos de acesso à zona Norte da cidade – a própria avenida Santos Dumont e a rua Tenente Antônio João, passarão a ter mão única em alguns trechos. O objetivo da prefeitura é criar uma espécie de binário transitório no local para ajudar no fluxo de veículos.

Em pelo menos dois horários – no começo da manhã e no fim da tarde – os motoristas levam até uma hora entre o trevo da Univille e o Centro de Joinville.
O transtorno levou o Instituto de Pesquisa e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville (Ippuj) a convocar uma reunião com a Associação de Moradores do Bairro Bom Retiro para comunicar algumas mudanças no trânsito.

Na prática, a tentativa é fazer um binário transitório envolvendo a avenida Santos Dumont com as ruas Tenente Antônio João e Dom Bosco.

A reunião é articulada pela Gerência de Integração Comunitária do Ippuj para aproximar a comunidade e minimizar os impactos na rotina de moradores, principalmente motoristas e usuários do transporte coletivo. Após a reunião com os moradores será estabelecida a data de efetiva implantação das mudanças por meio de trabalho conjunto do Ippuj,  Instituto de Trânsito e Transporte de Joinville (Ittran) e Secretaria de Infraestrutura Urbana (Seinfra). 

—  É preciso ficar claro que são mudanças temporárias. Assim que a duplicação for feita, tanto a Santos Dumont como a Tenente Antônio João voltarão a ter mão dupla —observou o presidente do Ippuj, Vladimir Constante.

As mudanças no trânsito
1 - Será implantado trânsito em mão dupla na avenida Santos Dumont a partir da
rua General Câmara até
a rua Dom Bosco.

2 - O mesmo sistema de mão dupla funcionará na rua Tenente Antônio João, entre a General Câmara e Dom Bosco.

3 - No sentido Norte, desde a rua Dom Bosco, as duas vias terão mão única, formando um sistema binário até se cruzarem perto da Univille.

4 - No trecho entre a rua Arno Dohler e a Univille, a Santos Dumont volta a ser mão dupla, permitindo o acesso dos motoristas à universidade.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Trânsito 19/11/2013 | 10h24

Ittran aponta rotas alternativas para desviar de obras de duplicação da avenida Santos Dumont em Joinville

Desde o início da semana passada, foi interditada meia pista em função de obras de drenagem

Trânsito 12/11/2013 | 11h11

Funcionários das obras de duplicação da avenida Santos Dumont orientam trânsito em Joinville

Eles controlaram a passagem dos veículos em momentos que o trânsito precisava ser interrompido

Vistoria 14/02/2013 | 21h50

Áreas da avenida Santos Dumont que receberão obras da duplicação foram sobrevooadas em Joinville

Sobrevoo serviu para analisar áreas que devem receber a licença ambiental prévia

Primeiro passo 08/02/2013 | 09h29

Governo libera início da duplicação da Santos Dumont em Joinville

Visita de Raimundo Colombo formaliza o pontapé inicial do projeto, mas futuro das obras é incerto

Duplicação 13/08/2012 | 08h27

Edital para duplicação da Santos Dumont em Joinville é assinado nesta segunda-feira

Governador faz o lançamento em solenidade, às 10 horas, na Acij

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaElton Carvalho: Processo de transição no comando do JEC deve começar na próxima semana https://t.co/mONsQ82ZTU #LeianoANhá 14 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHomem que se perdeu no Morro do Amaral, em Joinville, é encontrado https://t.co/HoplVUtjrG #LeianoANhá 4 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros