Número de mortes de joinvilenses em acidentes de trânsito reduz 22% na década - A Notícia

Versão mobile

 

Trânsito15/11/2018 | 14h12Atualizada em 16/11/2018 | 07h48

Número de mortes de joinvilenses em acidentes de trânsito reduz 22% na década

Queda no número de mortes entre 2008 e 2018 foi de á no mesmo período de 22,89%

Número de mortes de joinvilenses em acidentes de trânsito reduz 22% na década Salmo Duarte/A Notícia
Dados da Dive-SC apontam que 1.211 joinvilenses morreram em acidentes Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Mil duzentos e onze. Este é o número de joinvilenses que morreram após acidentes de trânsito na última década. Os dados são do relatório de mortalidade da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC). Ainda que o número ainda seja expressivo, a quantidade de vítimas de acidentes fatais envolvendo moradores de Joinville vem diminuindo nos últimos 10 anos. 

Segundo o levantamento, até setembro deste ano foram 64 mortes no trânsito. Já no mesmo período de 2008, o número de óbitos chegou a 83 – representando uma queda de 22,89% em dez anos. No total, foram 110 mortes após colisões em todo o ano de 2008. Já se comparamos os dados deste ano com o ano passado, o índice teve aumento de 10 mortes, já que entre janeiro e setembro de 2017 foram 54 mortes desta natureza.

Os números da Dive-SC levam em consideração as pessoas que residem em Joinville e morreram em acidentes de trânsito em todo o Estado. Ainda analisando os dados da última década, 2014 foi o ano que mais registrou mortes com 151 casos – representando um acidente a cada quatro dias, em média (veja tabela completa abaixo). 

Foto: Arte / NSC Jornais

De acordo com o gerente municipal de trânsito, Atanir Antunes, a queda no total de mortes verificada nos últimos anos tem relação, principalmente, com o aumento na quantidade de veículos, diminuição na velocidade média e na maior intensidade das fiscalizações. 

— Atribuo essa queda ao aumento da frota em Joinville, consequentemente deixa o trânsito mais lento e acontecem menos acidentes. Já com a fiscalização, aumenta a penalização dos motoristas e eles acabam ficando mais consciente no trânsito — explica Antunes.

radar, joinville
Radares fixos começaram a ser instalados no município no final de 2015Foto: Cléber Gomes / Arquivo

Radares contribuem com a diminuição

Os radares fixos começaram a ser instalados no município no final de 2015, mas a cidade também conta com os equipamentos móveis. Logo após a colocação dos aparelhos fixos, a quantidade penalizações aos motoristas era muito alta. No último ano, a quantidade de multas diminuiu consideravelmente, segundo Atanir, especialmente por excesso de velocidade, infração que ocasiona muitos acidentes.

Além dos agentes de trânsito, a Polícia Militar (PM) também atua na fiscalização de trânsito, com a realização de blitze pela cidade. A junção dos fatores vem ajudando a reduzir o número de acidentes e mortes.

O gerente ainda aponta que o acréscimo no valor das multas, ocorrido em 2016, também contribuiu para a queda na violência do trânsito. Com a diminuição das infrações – potenciais geradoras de acidentes –, reduz também os incidentes, sejam eles graves (com vítimas fatais) ou de menor gravidade. Ainda conforme Antunes,a cidade tem mais  sinistros nos horários de pico, entre 15h e 19h.

Leia mais: 

Motociclistas são maioria entre as vítimas de acidentes de trânsito em Joinville

Confira ranking de ruas com mais acidentes neste ano em Joinville

 Motociclista perde controle da moto, colide com carro e atinge pedestre em Joinville

 
A Notícia
Busca