Morre a escritora e professora Mila Ramos, de Joinville - A Notícia

Vers?o mobile

 
 

Obituário20/11/2018 | 17h40Atualizada em 20/11/2018 | 19h53

Morre a escritora e professora Mila Ramos, de Joinville

Como legado, ela deixou sete livros publicados, uma trajetória como professora e diretora e a vinda do espetáculo do Balé Bolshoi de Moscou para Joinville 

Morre a escritora e professora Mila Ramos, de Joinville Arquivo Pessoal/Divulgação
Nascida em Tijucas, Mila Ramos mudou para Joinville para estudar em colégio interno e permaneceu na cidade Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação
A Notícia
A Notícia

A educadora e escritora Zelândia Ramos dos Anjos, mais conhecida como Mila Ramos, morreu nesta terça-feira, 20, em Joinville. Ela tinha 86 anos e uma vida dedicada à educação e às artes. Seu corpo está sendo velado na Capela 3 da Borba Gato, no bairro Atiradores. O velório encerra-se às 20 horas, para que o corpo seja encaminhado para o crematório. 

Natural de Tijucas, na região da Grande Florianópolis, ela perdeu o pai ainda jovem e mudou para Joinville aos 14 anos para estudar no Colégio São Vicente, atual Santos Anjos, em regime de internato. Na cidade, casou-se com Gercy dos Anjos e teve três filhos, Roberto, Raquel e Rute. 

Formada na segunda turma do curso de Letras da Universidade da Região de Joinville (Univille),  com especialização em Lingüística pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ela foi professora de ensino médio em escolas públicas de Joinville e no curso de Letras da Univille. 

Ela também atuou como diretora na Escola João Martins Veras e como inspetora da Secretaria do Estado de Educação, responsável pelas unidades de Pirabeiraba, Rio Bonito e Garuva. Aposentada em 1991, ainda foi diretora da Fundação Cultural de Joinville (atual Secretaria de Cultura e Turismo) entre 1993 e 1996. Na época, foi uma das responsáveis pela vinda do Balé Bolshoi de Moscou para apresentação no Festival de Dança de Joinville, em julho de 1996.

Nos últimos 20 anos, ela dedicou-se à literatura. Neste período, lançou os livros Pé de Vento,  Sete Sumos, Na Grande Noite dos Girassóis, Terra Nossa de Cada Dia, Em Surdina, Tons e Semitons e Maria Sem-vergonha. Ela também visitava escolas e fazia palestras para crianças e adolescentes. 

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaBlack Friday brasileira pode ser transferida para maio para coincidir com "Dia sem Imposto" https://t.co/WG7jAGozF2há 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPolícia e MP investigam denúncia contra deputado de SC por suposta injúria racial https://t.co/OpwAo0CrWxhá 1 horaRetweet

Veja também

A Notícia
Busca