Jaraguá do Sul registra dois casos de violência doméstica em menos de seis horas - A Notícia

Vers?o mobile

 
 

Lei Maria da Penha25/11/2018 | 14h19Atualizada em 25/11/2018 | 14h29

Jaraguá do Sul registra dois casos de violência doméstica em menos de seis horas

A Polícia Militar atendeu a duas ocorrências de agressão a mulheres entre a noite de sábado e a madrugada de domingo, considerado Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher

Jaraguá do Sul registra dois casos de violência doméstica em menos de seis horas /
A Notícia
A Notícia

Duas ocorrências de violência contra a mulher, enquadradas pela Lei Maria da Penha, foram registradas em pouco mais de cinco horas neste fim de semana em Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina. Por volta das 20 horas de sábado, 24, a Central Regional de Emergência foi acionada com relatos de violência doméstica e ameaça. 

No local, a vítima relatou aos policiais que foi ameaçada pelo marido e que havia fugido da casa, no bairro Barra do Rio, levando a filha de um ano depois que ele tentou lhe agredir estrangulando o pescoço. Os policiais verificaram que o autor, que permanecia na casa, estava embriagado. Ele foi preso em flagrante e conduzido à delegacia.

Na madrugada de domingo, 25, uma equipe da Polícia Militar foi acionada pela Central de Emergências após receber denúncia de que uma mulher estava sendo agredida pelo marido e ameaçada de morte no bairro Estrada Nova. No local, os policiais conversaram com a mulher, que relatou que seu marido chegou em casa embriagado e iniciou uma discussão após ler algumas mensagens de rede social. 

Ele teria usado uma faca para ameaçá-la de morte. A vítima informou que se trancou no quarto na tentativa de se esconder do marido, mas ele quebrou a fechadura da porta com um martelo. Ela relatou que conseguiu fugir pela janela do quarto e pedir ajuda dos vizinhos para chamar a polícia. O homem de 31 anos foi preso e também conduzido à delegacia.

Um caso de lesão corporal contra mulher por dia

Dia 25 de novembro é considerado o Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher, instituído em 1999 pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas. É um dia para reflexões sobre a situação de violência em que vive boa parte das mulheres em todo o mundo.

Só em 2018, já haviam sido registrados 172 casos de lesão corporal dolosa (com intenção) contra mulheres até maio em Jaraguá do Sul, números que equivalem, praticamente, a um caso de lesão por dia. Do total de registros, 74,4% são situações de violência doméstica, ou seja, praticadas por alguém que tem relação com a vítima.

Em todo o ano passado, foram 440 casos de lesão dolosa contra mulheres, sendo 66% de violência doméstica. O número vem se mantendo instável ao longo dos últimos anos, com aumentos e reduções nas denúncias à polícia.

Até maio de 2018, também há o registro de 23 casos de estupros consumados, oito de estupros tentados, 186 casos de ameaças, seis de calúnias, 19 de danos, 19 de difamações e 90 de injúrias.

Leia mais:
Suspeito de matar mulher grávida em Jaraguá do Sul tem prisão preventiva decretada
Projeto com homens é alternativa no combate à violência contra mulher em Joinville

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDecisão prevê que Estado forneça equipamentos para  ostomizados de Mafra, no Norte de SC  https://t.co/4k0NvLQ4NChá 1 minutoRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVídeo: pescadores flagram arraia gigante em São Francisco do Sul https://t.co/X6QqTOYr6shá 1 minutoRetweet

Veja também

A Notícia
Busca
Imprimir