Morre Raul Schmidt, ex-presidente da Tupy e idealizador da Escola Técnica Tupy - A Notícia

Versão mobile

 

Obituário10/09/2018 | 17h20Atualizada em 10/09/2018 | 17h44

Morre Raul Schmidt, ex-presidente da Tupy e idealizador da Escola Técnica Tupy

Ele tinha 93 anos e dedicou sua vida à empresa joinvilense

Morre Raul Schmidt, ex-presidente da Tupy e idealizador da Escola Técnica Tupy Jessé Giotti/Agencia RBS
Em 2007, Raul lançou o livro "Reflexões ao Longo de uma Vida" Foto: Jessé Giotti / Agencia RBS
A Notícia
A Notícia

Morreu neste domingo, 9 de setembro, o empresário joinvilense Raul Schmidt. Ele tinha 93 anos. Raul era sobrinho de Albano Schmidt, que fundou a Metalúrgica Tupy em 1938, e trabalhou na empresa por toda a vida. Tinha 13 anos quando a empresa foi fundada e passou a dedicar-se a ela na segunda década da empresa, já formado como engenheiro. 

Ao lado do primo, Hans Dieter Schmidt — que assumiu a presidência depois que Albano Schmidt morreu, em 1958 — Raul atuou na direção da empresa e ajudou a idealizar e criar a Escola Técnica Tupy, inaugurada em 1959. 

Em entrevista à coluna Sala do Empresário nos anos 1980, Raul contou sobre o início da Escola Técnica.

— No primeiro ano, conseguimos formar só quatro alunos, no segundo, dois, e, no terceiro, 18. Quase chegamos ao desespero. Esses primeiros alunos foram aliciados do ginásio de Joinville, porque ninguém se interessava pela técnica. Tivemos de convencê-los — recordava ele. 

Em 1984, depois da morte de Hans Dieter Schmidt em um acidente aéreo, Raul assumiu a presidência do conglomerado Tupy. Com experiências na produção e na administração, ele ajudou a empresa a superar um momento de diversidade e estava à frente da presidência quando o grupo empresarial foi subdividido em dois grandes setores: metal-mecânico e químico-plástico. 

Raul também tinha forte atuação na comunidade joinvilense. Foi presidente da Associação Empresarial de Joinville (Acij) de 1989 a 1991; um dos fundadores do Centro de Engenheiros de Joinville, atual Ceaj, em 1954; presidiu o Clube dos Radioamadores de Joinville e o Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville. 

O presidente da Tupy, Fernando de Rizzo, emitiu nota nesta tarde sobre o falecimento de Raul:

Para a Tupy, sua história é motivo de orgulho. Albano Schmidt, Hermann Metz e Arno Schwarz fundaram a empresa, mas a continuidade do negócio foi fruto do trabalho de equipes valorosas e do apoio de muitas pessoas, que não mediam esforços para ver a empresa crescer e se tornar o que é hoje. Entre eles, Raul Schmidt, que pode descansar com a certeza de deixar um legado que serve de referência e inspiração até hoje.

A família não divulgou a causa da morte. Raul foi velado na Capela 2 da Borba Gato e sepultado no Cemitério Municipal às 16 horas. Ele deixa a esposa e três filhos. 




 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC goleia o Figueirense e vence a primeira na Copa Santa Catarina https://t.co/Os8SoSQEaQ #LeianoANhá 47 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDo clássico ao rock, Pianíssimo de Joinville prova que piano é para todos os gostos e idades  https://t.co/CAz69AcaB7 #LeianoANhá 11 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca