Moradores reclamam de lentidão em obra no bairro Floresta em Joinville - A Notícia

Versão mobile

 

Infraestrutura05/09/2018 | 08h30Atualizada em 05/09/2018 | 08h32

Moradores reclamam de lentidão em obra no bairro Floresta em Joinville

Trabalhos na rua Eli Soares fazem parte da instalação da tubulação da Estação Elevatória. Comunidade reclama da demora na execução da etapa

Moradores reclamam de lentidão em obra no bairro Floresta em Joinville Salmo Duarte/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

A implantação da Estação Elevatória de Esgoto na Praça Tiradentes, no bairro Floresta, na zona sul, tem gerado reclamações por parte da comunidade. No início deste semestre, a Companhia Águas de Joinville iniciou a instalação da tubulação nas ruas ao redor do espaço. A etapa já está concluída e agora é feita a repavimentação da Rua Eli Soares. Segundo os moradores da região, após a abertura dos buracos, há um atraso para recolocar os paralelepípedos. 

— A maior reclamação do pessoal é a demora na recuperação desse calçamento. As equipes estão trabalhando há umas quatro semanas aqui na rua e ainda não terminaram — explica o comerciante Claudir Luiz Pacheco, 56 anos.

Saiba como o bairro Floresta resgatou a praça Tiradentes como ponto de encontro

Os moradores dizem que, com a lentidão nos trabalhos, são obrigados a conviver com a sujeira e a poeira dentro das casas, além do acumulo de água e esgoto que voltam pelos bueiros.  Segundo a empresa, o atraso para a conclusão da repavimentação da rua acontece porque a colocação dos paralelepípedos é feita manualmente, um a um, e por etapas.

— A recolocação é feita por setor e por isso demora. Nós temos a previsão de concluir em até três semanas — explica Vinicius Voltolini, coordenador de obras da Companhia Águas de Joinville. Entretanto, o prazo pode ser maior caso  ocorra períodos de chuva. 

Queda no movimento do comércio local 

 JOINVILLE,SC,BRASIL,31-08-2018.Obras na praça Tiradentes.Claudir Luiz Pacheco,morador.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)
Pacheco reivindica uma aceleração da obra. Águas de Joinville disse que repavimentação deve terminar em três semanasFoto: Salmo Duarte / A Notícia

Para a aposentada Tereza Moreira, 79 anos, não são apenas os moradores que estão incomodados com a situação. Ela cita que a rua tem comércios, onde os clientes não aparecem mais por causa da obra e os frequentadores da praça também reclamam da condição do local. Conforme Pacheco, os estabelecimentos situados na Eli Soares, como lanchonete e restaurante, tiveram prejuízos no último mês ocasionados pela diminuição no movimento. 

De acordo com Voltolini, a empresa já recebeu reclamações sobre o efeito das obras no local e buscar executar ações para minimizar as consequências.

— Como tem poeira que incomoda os moradores nós passamos com caminhão-pipa constantemente na rua para amenizar a situação — garante.

Após a finalização dos trabalhos, a Companhia iniciará a instalação da estação elevatória no espaço e, quando começar a etapa, somente a área onde ficará a estação passará por obras. Outros locais da praça não sofrerão intervenções. 

Instalação da estação deve começar até início de outubro 

A estimativa é que estação comece a ser instalada entre o final de setembro e início de outubro deste ano. A principal preocupação dos moradores com a implantação é de que a obra possa causar mau cheiro, prejudicando o espaço físico e espantando os frequentadores.

— Não somos contra a instalação, a melhora tem que ocorrer. Mas acreditamos que poderia ser feita em outro local. Agora, se a empresa fala que não vai dar mau cheiro, nós queremos esperar para ver — defende Telma Coelho, que há 30 anos reside em frente à praça. 

 JOINVILLE,SC,BRASIL,31-08-2018.Obras na praça Tiradentes.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)
Etapa de colocação de tubos na rua já está concluída Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Antiga reclamação da comunidade, a queixa é de que a Companhia Águas de Joinville não teria apresentado nenhum estudo de impacto de vizinhança e nem conversado com os moradores informando sobre a instalação e comerciantes sobre o funcionamento da estação. 

A empresa informou que possui o licenciamento ambiental para a obra. Além disso, o local foi escolhido por causa do relevo e por ser mais viável técnica e financeiramente. A alternativa mais executável foi manter a unidade na praça, por ser o ponto mais baixo no relevo da região. 

Empresa garante fim do mau cheiro na área 

De acordo com o coordenador de obras, a estação não irá gerar mau cheiro que incomode os moradores quando instalada, por possuir um sistema para evitar a situação. A unidade é mais moderna, é hermeticamente fechada e tem dispositivo de filtros de carvão para que não exale nenhum odor.

Além disso, a unidade não é para tratamento do esgoto, mas sim um ponto de acúmulo e bombeamento que leva esgoto para a estação elevatória da Rua Florianópolis e, posteriormente, para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do bairro Jarivatuba, na zona Sul da cidade.  

A obra faz parte de um projeto maior que pretende avançar no tratamento de esgoto de todo o bairro, atendendo cerca de 8 mil moradores quando for completamente implantado. No entanto, a Águas de Joinville adiantou uma etapa desse projeto em razão da contrapartida financeira proposta por uma empreiteira.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC goleia o Figueirense e vence a primeira na Copa Santa Catarina https://t.co/Os8SoSQEaQ #LeianoANhá 47 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDo clássico ao rock, Pianíssimo de Joinville prova que piano é para todos os gostos e idades  https://t.co/CAz69AcaB7 #LeianoANhá 11 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca