Gerson Júnior volta para a Rádio Atlântida Joinville com novo programa, o "Cafezão" - A Notícia

Versão mobile

 

Comunicação30/09/2018 | 15h28Atualizada em 30/09/2018 | 15h33

Gerson Júnior volta para a Rádio Atlântida Joinville com novo programa, o "Cafezão"

Comunicador estará à frente do matinal, que será veiculado de segunda a sexta-feira, entre 7 e 9 horas, em Joinville e região

Gerson Júnior volta para a Rádio Atlântida Joinville com novo programa, o "Cafezão" Salmo Duarte/A Notícia
Aos 39 anos, ele retorna para a emissora que foi sua "casa" por sete anos, entre 2004 e 2011 Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Gerson Junior da Atlântida. O termo que remete à lendária ilha perdida e que dá nome à emissora que opera na frequência 104,3 FM em Joinville não faz parte do nome do joinvilense que, há dois meses, retornou para o posto de comunicador e coordenador de programação da emissora. Ainda assim, mesmo nos sete anos em que passou fora da Atlântida Joinville, não era surpresa para Gerson Junior ter seu nome associado ao da rádio, geralmente com o apelido no diminutivo: "Gersinho da Atlântida". 

A rádio conhecida pelo perfil jovem — o público tem, em média, 25 anos — foi o primeiro trabalho registrado como comunicador no currículo de Gerson Schwoelk Junior. Vem daí o apelido no diminutivo para o rapaz que tinha recentemente desistido da faculdade de contabilidade para mergulhar no mundo que realmente amava, o da música e da comunicação; e a explicação para a referência continuar tão forte a ponto de nunca deixar de estar ligada à sua imagem. 

Agora, é Gerson Junior, 39 anos, casado com Priscilla e pai da Layla, de um ano e três meses, quem retorna para a emissora com fôlego novo e novas missões, mas a mesma empolgação juvenil pela qual ficou conhecido nas ruas de Joinville e região. Ele será a companhia de todas as manhãs dos ouvintes com o "Cafezão".  

O programa, que é uma mistura de música e informação, fecha o circuito estadual com a estreia em Joinville, nesta segunda-feira, 1º de outubro. A novidade foi apresentada na sexta-feira — com um café da manhã, claro. O comunicador Gerson Junior (Joinville) se junta a Rafa Steinbach (Blumenau), Helton Luiz (Florianópolis) e Jana Mônego (Chapecó) para dar a cor local à atração que mantém identidade estadual.

— Eu sou apaixonado por rádio e pela Atlântida, e estou muito feliz de estar de volta — conta ele.

Como nasceu a paixão pelo rádio? 

Eu estudava contabilidade e trabalhava em um escritório. Lá, o rádio ficava na minha mesa e eu era o "DJ", fazia a playlist o dia inteiro. Todo mundo, até os clientes, me falavam "Gersinho, o que você está fazendo aqui? Seu lugar não é na contabilidade, você é um comunicador". E era só falar em rádio que meus olhos brilhavam. 

Em 2002, uma emissora de rádio de Joinville criou um concurso de "locutor por um dia", em que o prêmio era a contratação para o quadro de comunicadores da rádio. Passei em todas as etapas, mas fiquei em segundo lugar. Então, durante o ano de 2003, eu fiz alguns trabalhos lá, cobri algumas folgas e aprendi a trabalhar em rádio. 

Como foi a primeira experiência na Rádio Atlântida?

No fim de 2003, cadastrei meu currículo no site da empresa. Um mês depois, me ligaram do RH perguntando se eu tinha interesse em participar do processo de seleção para uma vaga de comunicador. Eu primeiro "infartei, caí 15 vezes da cadeira" (risos), antes de aceitar. A Atlântida tinha o meu perfil, tocava as músicas que eu gostava de ouvir. Entrei em 2004 e, em 2007, fui promovido a coordenador de programação. No ano seguinte, eu virei o apresentador do Planeta Atlântida Santa Catarina e continuei apresentando até 2011. Foi uma experiência muito bacana, em meio a tantas feras que a rádio tinha. Em 2009, a RBS (então proprietária da Rádio Atlântida em Santa Catarina) completou 30 anos no Estado e promoveu um show do Roberto Carlos em Florianópolis. Era no mesmo dia do meu aniversário de 30 anos, e eu fui chamado para ser o DJ que ia tocar antes do início do show. Foi uma experiência animal. Criei um carinho enorme pela rádio e pelos profissionais. 

Quais são as expectativas para a Rádio Atlântida Joinville e a estreia do "Cafezão"?

Nossa ideia é colocar a Atlântida na rua, estar dentro das faculdades, das escolas — como temos feito com o "Gabaritô", por exemplo, que envolveu dez escolas municipais de Joinville e tem a final neste sábado. Queremos assinar shows nacionais, promover eventos do nosso segmento. E o "Cafezão" será um programa que irá ao ar das 7h às 9h, de segunda a sexta-feira, para trazer informações de trânsito e clima, com a participação da jornalista Bianca Souza e do meteorologista Leandro Puchalski. 

Das 7h às 8h, teremos música e serviços, com os agentes de trânsito dando informações pontuais para ajudar os ouvintes, e o próprio ouvinte participando. Das 8h às 9h, teremos jornalistas da casa entrando ao vivo com as soft news, dando a largada para as apostas e as informações do jornal "A Notícia", NSC TV e Rádio Globo.


 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaOuro no Pan-Americano, Franck Caldeira foi o grande campeão da Corrida 62BI Joinville neste domingo https://t.co/j8FIdWG5o8 #LeianoANhá 10 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaSaiba como foi o último dia da Bierville, neste domingo, em Joinville https://t.co/3N2rtpPzrN #LeianoANhá 10 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca