Servidores municipais decidem terminar greve em Joinville - A Notícia

Versão mobile

 

Funcionalismo21/06/2018 | 11h06Atualizada em 21/06/2018 | 11h06

Servidores municipais decidem terminar greve em Joinville

Sindicato decidiu em assembleia pelo fim da paralisação, que entrava no quarto dia

Servidores municipais decidem terminar greve em Joinville Salmo Duarte/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Joinville (Sinsej) decidiu encerrar a greve, que já entrava no quarto dia de paralisação. Os servidores aceitaram a proposta apresentada pela Prefeitura na tarde da última quarta-feira, após reunião entre o governo e os diretores do sindicato.

Udo Döhler propôs retroagir o reajuste de 1,69% a maio, voltar a pagar o abono natalino e flexibilizar o ponto em cinco minutos. Em relação aos dias parados, o prefeito propôs o abono da paralisação de 30 de maio e da assembleia desta quinta-feira. Os outros dias parados poderão ser repostos em até 90 dias. Além disso, servidores que ainda tiverem horas pendentes da greve do ano passado poderão repor no mesmo prazo.

Os demais pontos oferecidos antes do início da greve permaneceram válidos, como o reajuste de R$ 13,25 no vale-alimentação, pagamento de uma gratificação de interiorização aos agentes comunitários de saúde (que varia entre R$ 83 a R$ 147) e alteração na tabela salarial do magistério para contemplar a possibilidade de doutorado e ampliar um quinquênio.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEm painel da NSC, especialistas apontam como Joinville encara a transição da matriz econômica https://t.co/nQk02e5SXP #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC e Matheus chegam a um acordo para rescisão de contrato https://t.co/0KUegH1BHd #LeianoANhá 4 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca