Festival oferece mais de 30 atividades no Museu de Arte de Joinville neste domingo - A Notícia

Versão mobile

 

Cultura22/06/2018 | 13h56Atualizada em 22/06/2018 | 13h57

Festival oferece mais de 30 atividades no Museu de Arte de Joinville neste domingo

Programação é gratuita e conta com shows, oficinas, exposição de produtos sustentáveis e piquenique

Festival oferece mais de 30 atividades no Museu de Arte de Joinville neste domingo Salmo Duarte/Agencia RBS
Evento tem como foco a sustentabilidade, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente em 5 de junho Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
A Notícia
A Notícia

Celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente – comemorado no último dia 5 - e mostrar o que Joinville tem de melhor quando o assunto é sustentabilidade são os temas que norteiam as mais de 30 atividades que fazem parte da programação do Festival Brotar, marcado para neste domingo, 24 de junho, nos jardins do Museu de Arte de Joinville (MAJ). A programação vai das 13 às 19 horas, com participação gratuita.

As atividades estão distribuídas entre oficinas, rodas de conversa, shows musicais, tratamentos e práticas de saúde alternativos, além de exposição de produtos sustentáveis. Absorventes ecológicos, embalagens que substituem o uso de plástico no acondicionamento de alimentos, roupas produzidas de forma ética e sustentável, além de bijuterias confeccionadas a partir de madeira de demolição são alguns dos produtos expostos.

As oficinas vão abordar temas como compostagem, manutenção de bicicletas, aproveitamento integral de alimentos, produção de leites vegetais e de identificação de plantas alimentícias não convencionais (pancs), como evitar se machucar em quedas (voltadas para idosos) entre outras. Já as rodas de conversa vão abordar temas como maternidade e paternidade conscientes, saúde na infância, educação para a paz, cosméticos naturais, atenção plena (meditação) para mulheres, entre outros.

Um bate-papo sobre as ações do Coletivo de Limpeza Voluntária de Rios, Mangues e Praias de Joinville, também faz parte da programação. Ao final da atividade, os participantes serão convidados a integrar um mutirão de limpeza no Parque das Águas, ao lado do Museu. Na agenda do evento está previsto ainda um piquenique colaborativo. Os alimentos serão oferecidos por parceiros do Festival e do público solicita-se que leve copo (ou garrafa) e talheres para uso pessoal.

— Queremos evitar o uso de copos e talheres plásticos e difíceis de reciclar e que, no fim, acabam no aterro sanitário. Queremos que essa consciência de uma vida com menos lixo e mais sustentável seja disseminada ao público ainda antes do Festival — explica um dos organizadores do Festival, Arthur Rancatti.

Práticas de saúde alternativa e shows musicais também estão na programação

Durante o Festival Brotar, o público poderá participar de uma aula de Tai Chi Chuan, com o professor Claudio Montenegro, do Núcleo de Joinville da Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan. Também haverá bate-papo sobre a importância do Yoga para o bem-estar, reiki e práticas de cura usando a meditação.

— Estamos trazendo profissionais muito competentes que aceitaram doar seu tempo e seus conhecimentos para mostrar ao público como é possível viver com mais qualidade e de forma mais integrada com o meio ambiente. Nossa ideia com esse Festival é reunir e mostrar o que Joinville tem de melhor na área de sustentabilidade — esclareceu outra organizadora, Sheila Wheling.

Na agenda do evento, há ainda quatro shows musicais programados. Um será apresentado pelo grupo Chaos Y Cosmo, com músicas experimentais, focadas na vibração da cura, do autoconhecimento e das medicinas da floresta. O show inicia às 13h30. Em seguida, às 15h30 tem a apresentação de Balu, Kiam e a Orquestra Patafísica. O repertório tem como referências música experimental brasileira, rock psicodélico, jazz-rock, música oriental contemplativa, música eletrônica — incluindo "soundscapes".

A terceira atração musical, às 17h30, será com o quinteto de música instrumental Satelit Groove, apresentando músicas autorais e alguns temas conhecidos do funky-jazz. Encerrando evento, a partir das 18h30, a compositora e cantora, Felícia Oliveira, apresenta seu repertório de samba, com músicas autorais e de outros compositores.

O evento não tem fins lucrativos e é organizado por um grupo de pessoas que atuam na área de sustentabilidade. Para saber mais sobre as atividades e acompanhar a programação completa, basta acessar a página do evento no Facebook.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona anuncia que Jackson Samurai passará por nova cirurgia e está fora da temporada https://t.co/LBxLTdxPua #LeianoANhá 5 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAprovado o projeto de lei que determina sinais sonoros em semáforos de Joinville  https://t.co/o9CqzQ4U7F #LeianoANhá 7 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca