Revendedores começam a receber gás de cozinha em Joinville - A Notícia

Versão mobile

 

Greve dos caminhoneiros31/05/2018 | 12h10Atualizada em 31/05/2018 | 12h10

Revendedores começam a receber gás de cozinha em Joinville

Como estoques haviam acabado no início da semana, procura por botijões aumentou nesta manhã

Revendedores começam a receber gás de cozinha em Joinville Salmo Duarte/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Os botijões de gás de cozinha começaram a chegar para os revendedores nesta quinta-feira em Joinville. Como os estoques acabaram no início da semana, os moradores que já estavam sem gás aumentaram a procura durante a manhã. Em alguns revendedores, os botijões haviam acabado antes do meio-dia.

O proprietário de uma revendedora no bairro Fátima recebeu um carregamento no início da manhã. Jardel Ferrari conta que começou a venda às 9 horas e o estoque da loja foi vendido rapidamente.

— Em uma hora, vendi uns 40 botijões hoje. É o mesmo que eu venderia em um dia normal — comemora.

A retomada do serviço é importante para o proprietário da revenda porque houve um prejuízo grande nos últimos dias. Desde sexta-feira, ele esava sem estoque para revenda. Jardel parou até de atender ao telefone porque recebia cerca de 100 ligações por dia de clientes perguntando sobre o gás.

Nesta quinta, havia a perspectiva do revendedor receber mais uma carga com botijões porque as distribuidoras estão fazendo entregas aos poucos. A expectativa é que a partir de segunda-feira a venda seja normalizada.

 JOINVILLE,SC,BRASIL,31-05-2018.Começa o abastecimento de mantimentos nos mercados e verdureiras de Joinville.Reginaldo Kowalski Junior e Eliane Correia conseguiram compra gás do senhor Jardel Ferreira.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)Indexador: Maykon Lammerhirt
Reginaldo e Eliane carregando o botijão de gás no carroFoto: Salmo Duarte / A Notícia

A retomada também foi comemorada pelo casal Reginaldo Kowalski Júnior, 43 anos, e Eliane Corrêa, 46 anos. Eles saíram do Paranaguamirim e pararam em três revendedoras antes de conseguirem encontrar botijões à venda em uma loja do Fátima. O casal estava há oito dias sem gás em casa.

— A sorte é que temos fogão a lenha em casa. Foi o que nos salvou nesses últimos dias — conta Reginaldo.

Apesar da escassez, eles levaram apenas um botijão para casa. Segundo Eliane, continuarão a usar o fogão à lenha para as comidas mais demoradas para economizar o gás em caso de novos problemas futuros.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAlpinista expõe fotos captadas nas maiores montanhas do mundo em Jaraguá do Sul https://t.co/t2MFzRQNY3 #LeianoANhá 3 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaCurtas-metragens internacionais serão exibidos no Museu de Arte de Joinville e CEU do Aventureiro https://t.co/X7WnuH0lMm #LeianoANhá 3 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca