Pão será o próximo produto a faltar nos supermercados de Joinville, diz Acats - A Notícia

Versão mobile

 

 

Greve dos caminhoneiros28/05/2018 | 16h57Atualizada em 28/05/2018 | 18h15

Pão será o próximo produto a faltar nos supermercados de Joinville, diz Acats

Primeiros produtos a acabar foram hortifruti, frios, carnes e laticínios

Pão será o próximo produto a faltar nos supermercados de Joinville, diz Acats Salmo Duarte/A Notícia
Regina e Walmir Souza saíram do mercado sem verduras e frutas Foto: Salmo Duarte / A Notícia

A situação nos supermercados de Joinville é semelhante à do fim da semana passada, quando as prateleiras e geladeiras dos produtos perecíveis começaram a ficar vazias por causa da greve dos caminhoneiros. Os primeiros produtos que acabaram foram de hortifruti, frios, carnes e laticínios. 

Segundo o vice-presidente da Região Norte da Associação Catarinense de Supermercados (Acats), Marco Aurélio Mattiola, a preocupação é que, a partir desta terça-feira (29), novas categorias também apresentem problemas. É o caso dos pães: sem fornecimento e sem gás de cozinha nos supermercados, o produto começa a ficar comprometido em muitos estabelecimentos. 

Mattiola afirma que a Acats está monitorando a situação diariamente e os supermercados estão respondendo a formulários para que um levantamento de perdas possa ser elaborado pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Entre as questões está a limitação de produtos por consumidor, que está sendo aplicada em alguns locais.

— No caso de limitação, o aviso precisa estar visível dentro do estabelecimento — avisa Mattiola. — Isso está acontecendo principalmente no caso de leite longa vida, dos derivados do leite e da água mineral. 

Segundo Mattiola, o desabastecimento está ocorrendo de forma semelhante em todos os estabelecimentos, dos mercados de bairros aos hipermercados e atacadistas. Foi a percepção que o casal Regina e Walmir Souza tiveram ao procurar frutas e verduras em um mercado do bairro Costa e Silva na tarde desta segunda-feira, sem que conseguissem encontrar pelo menos algumas opções. Levaram para casa apenas dois bolos que precisavam comer no mesmo dia porque tinham data de vencimento para 28 de maio. 

— Viemos comprar apenas o essencial, mas não encontramos. Saímos frustrados — conta o aposentado.

Na sexta-feira, eles já haviam ido a uma filial de uma rede de supermercados e também não acharam o que procuravam. Decidiram parar de rodar pela cidade para não acabar o combustível e, agora, vão se contentar com o que restou em casa.

No mercado visitado pelo casal, desde quarta-feira não chegam frutas e verduras. Esses produtos já acabaram no sábado e não há previsão de quando serão repostas. As carnes acabaram na sexta-feira. A gerente informou que chegaram apenas os pães produzidos por uma empresa joinvilense que conseguiu entregar de carro. Porém, os padeiros já avisaram que o gás de cozinha está acabando e não será possível mais fazer a produção dos alimentos.

Leia mais:

Aeroporto de Joinville recebe combustível para abastecer aeronaves

Mais empresas paralisam linhas de produção em Joinville

Revendedoras de Joinville estão sem gás de cozinha

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC é liberado pela Justiça Desportiva de atender à solicitação da Polícia Militar https://t.co/maoHLXWUE8 #LeianoANhá 18 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPianista prodígio apresenta concerto gratuito em Joinville https://t.co/qAKLId5ivj #LeianoANhá 1 diaRetweet

Veja também

A Notícia
Busca