Confira como está o atendimento nos hospitais de Joinville durante a greve dos caminhoneiros - A Notícia

Versão mobile

 

Saúde29/05/2018 | 10h33Atualizada em 29/05/2018 | 14h05

Confira como está o atendimento nos hospitais de Joinville durante a greve dos caminhoneiros

Pelo menos sete unidades da cidade precisaram realizar mudanças no atendimento

Confira como está o atendimento nos hospitais de Joinville durante a greve dos caminhoneiros Salmo Duarte/A Notícia
Hospital São José cancelou as cirurgias eletivas Foto: Salmo Duarte / A Notícia
A Notícia
A Notícia

Pelo menos sete unidades de saúde de Joinville precisaram realizar mudanças no atendimento por causa da greve dos caminhoneiros. As alterações ocorrem por precaução, para que a paralisação não impacte diretamente nos serviços emergenciais. Por causa da greve, pode haver impacto no fornecimento de medicamentos e utensílios médicos.

Confira o atendimento de cada unidade:

Hospital Infantil
Foram suspensas temporariamente os atendimentos eletivos para os próximos dias. Esta ação foi motivada pelo baixo estoque de suprimentos ocorrido em função de problemas de logística enfrentados pelos fornecedores. Os demais atendimentos oferecidos pela instituição, bem como as cirurgias de emergência, permanecem sendo realizados sem nenhum tipo de prejuízo.
Fone: 3145-1600

Hospital Regional Hans Dieter Schmitd
Por precaução foram canceladas as cirurgias eletivas na sexta-feira. O atendimento da urgência, emergência e de pacientes que estão internados dentro do Hospital Regional continua. A medida foi tomada porque na última quinta-feira a unidade não recebeu os medicamentos e, apesar de o estoque do hospital estar abastecido, a alteração foi planejada para garantir insumos para situações emergenciais, caso a greve se prolongue por mais dias. Fone: 3461-5500

Maternidade Darcy Vargas
Atendimento continua sem restrições.
Fone: 3461-5700

Hospital Municipal São José
Por precaução, tendo como principal motivo a dificuldade no fornecimento de hemoderivados (hemácias, plaquetas), foram canceladas as cirurgias eletivas programadas para esta semana. O objetivo é priorizar o atendimento de pacientes internados e as cirurgias de urgência e emergência. Elas serão retomadas quando o estoque estiver normalizado. As equipes estão monitorando o estoque de insumos e, diariamente, a situação pode ser revista e novas medidas poderão ser tomadas.
Fone: 3441-6666

Hospital Bethesda
O hospital está sem gás de cozinha. A equipe do hospital organizou um grupo de trabalho para diminuir o impacto da paralisação. O grupo está reivindicando que sejam definidos postos de combustível para abastecimento de veículos dos hospitais, funcionários e médicos plantonistas.

Unidades Básicas de Saúde
Atendimento continua normalmente.

Farmácia Escola
Atendimento continua normalmente.
Fone: 3433-2575

Hospital Dona Helena
Para preservar a segurança do paciente e a qualidade do atendimento, o hospital decidiu suspender parcialmente as cirurgias eletivas. A medida entra em vigor nesta terça-feira e será mantida até nova avaliação das consequências do movimento, visando otimizar o uso de insumos e assegurar o equilíbrio de seus estoques. Alguns procedimentos agendados não serão cancelados, dependendo de avaliação diária da equipe médica da instituição.
Fone: 3451-3333 

Hospital da Unimed
As cirurgias eletivas foram suspensas nesta segunda-feira. A medida foi adotada com o objetivo de priorizar os atendimentos de urgência e emergência, que podem implicar em riscos à saúde dos pacientes. Os postos de coleta do laboratório da Unimed Joinville continuam fechados ao público externo.
Fone: 3441-9555

Fundação Pró-rim
O atendimento ainda não foi prejudicado. A fundação está diminuindo o tempo do paciente na máquina de hemodiálise - em média, é para ficar por quatro horas, mas estão ficando três horas. Na segunda-feira, a Pró-rim recebeu entregas em caminhão que veio com escolta. Segundo a fundação, atualmente o estoque tem capacidade para mais dez dias de atendimento. No entanto, a preocupação é que a principal fornecedora de insumos para diálise no Brasil está com produção paralisada.

Leia mais:
Veja como ficam os serviços públicos de Joinville e região nesta sexta-feira por causa da greve
Greve dos caminhoneiros continua em 17 pontos na região Norte de SC
Caminhoneiros continuam concentrados às margens da BR-101, em Joinville
Falta de combustíveis é o principal impacto da greve na rotina dos moradores de Joinville
AO VIVO: acompanhe a greve dos caminhoneiros em Santa Catarina  

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC anuncia novo treinador para a disputa da Copa SC https://t.co/44mdgEIhyv #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAcidente deixa o trânsito lento na região Central de Joinville https://t.co/XnCQRRRKNa #LeianoANhá 2 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca