Com liminar favorável, caminhões esperam escolta para transportar combustível de Guaramirim - A Notícia

Versão mobile

 

Greve dos caminhoneiros29/05/2018 | 13h22Atualizada em 29/05/2018 | 14h00

Com liminar favorável, caminhões esperam escolta para transportar combustível de Guaramirim

Sindicato conseguiu liminar para liberação dos caminhões no sábado, mas não houve escolta para garantir a abertura da distribuidora da Petrobras, em Guaramirim

Com liminar favorável, caminhões esperam escolta para transportar combustível de Guaramirim Cinthia Raasch / NSC TV/NSC TV
Caminhões saíram na segunda-feira da distribuidora para abastecer ônibus e viaturas da polícia de Joinville Foto: Cinthia Raasch / NSC TV / NSC TV

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina (Sindipetro-SC), Luiz Antônio Amin, afirmou nesta terça-feira que a situação do combustível já poderia ter sido resolvida em Joinville se o governo do Estado tivesse tomado decisões diferentes. A declaração foi dada em entrevista à rádio Globo Joinville.

— O Governo do Estado descartou as forças federais. Se tivesse aderido, nós já teríamos a situação, praticamente, normalizada no combustível em Joinville — declarou.

Amin afirmou que o Sindipetro entrou com um pedido de liminar para liberar os caminhões com combustíveis da base da distribuidora da Petrobras, em Guaramirim. O pedido foi acatado pelo juiz no sábado. No entanto, o presidente do sindicato explica que não houve sucesso na contingência do policiamento para fazer a abertura da base.

— Nós conseguimos a liminar no sábado. A base (em Guaramirim) teria condições de carregar no sábado e trabalhar normalmente no domingo e segunda-feira. Então, o combustível em parte já teria sanado aqui — explica.

Ele explica que os manifestantes foram notificados da decisão da Justiça e estão sujeitos ao pagamento de R$ 1 mil por hora de multa. Nesta segunda-feira, o sindicato entrou com nova petição para tentar sensibilizar os manifestantes. O objetivo é liberar, pelo menos, de 5 mil a 10 mil litros para cada posto de combustíveis.

Amin conta que esteve na base de Guaramirim para verificar a situação e observou uma manifestação em frente ao local. De acordo com ele, os caminhões não têm condições de sair de dentro da distribuidora porque são bloqueados pelos caminhoneiros.

— Não temos nenhuma previsão de quando vai chegar gasolina em Joinville. A gente esperava que ontem (segunda-feira) iam liberar alguns caminhões, mas isso não aconteceu.

Agora, a expectativa é de que aconteça alguma liberação nesta terça-feira para tentar amenizar a situação nos postos de combustíveis da cidade.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC anuncia novo treinador para a disputa da Copa SC https://t.co/44mdgEIhyv #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAcidente deixa o trânsito lento na região Central de Joinville https://t.co/XnCQRRRKNa #LeianoANhá 2 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca