Joinvilenses atingidos pelas chuvas começam a ser atendidos para saque do FGTS - A Notícia

Versão mobile

 

Alternativa26/03/2018 | 11h49

Joinvilenses atingidos pelas chuvas começam a ser atendidos para saque do FGTS

Expectativa é de que 25 mil pessoas façam cadastro para sacar dinheiro até 27 de abril

Joinvilenses atingidos pelas chuvas começam a ser atendidos para saque do FGTS Salmo Duarte/A Notícia
Bruna mostra a casa alagada com as chuvas de janeiro Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Começou nesta segunda-feira o atendimento para saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) das pessoas atingidas pelas chuvas de janeiro em Joinville. Desde às 8 horas, os interessados em ter acesso ao dinheiro fazem fila para serem atendidos no Centreventos Cau Hansen. O calendário vai até o dia 27 de abril, de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 horas, conforme a data de nascimento do solicitante. A primeira semana será para os nascidos entre janeiro e fevereiro.

A auxiliar administrativa Bruna Bitencourt, 29 anos, foi uma das pessoas atendidas na manhã desta segunda-feira no Centreventos. A casa onde ela mora com a mãe, na rua Alberto Theilacker, no Vila Nova, foi atingida pelas chuvas em janeiro. Ela conseguiu salvar apenas a geladeira e a cama. O restante dos móveis foram todos perdidos depois da água entrar na residência.

- Deu tempo de salvar algumas coisas, mas o resto deixei porque não ia dar tempo de erguer. Eu moro ali há 20 anos e a rua sempre alaga, mas a casa é difícil de encher - explica.

Bruna conta ter ficado aliviada ao saber que poderia sacar o FGTS. Desde o alagamento, ela ganhou alguns móveis usados, mas agora pretende comprar tudo novo. Como pediu demissão na última empresa em que trabalhou, ela vai ter acesso a um bom dinheiro e ainda será possível guardar uma parte.

A auxiliar de produção Maria Lucia Deretti Fischer, 42 anos, também foi beneficiada. Ela fez o cadastro no primeiro dia de atendimento e agora vai conseguir ter acesso ao dinheiro dentro de um mês. Vai ser a chance de arrumar a casa após perder móveis e o piso laminado por causa do alagamento no bairro Jardim Paraíso. Desde então, ela não conseguiu comprar nada.

- É bom ter a oportunidade de sacar o FGTS porque eu não ia ter como comprar os móveis sem esse dinheiro. Por mais que a gente trabalhe, não sobra tanto assim - conta.

Segundo Paulo Manoel de Souza, coordenador da equipe da Prefeitura, a expectativa é de que 25 mil pessoas façam o saque. O número representa cerca de 25% dos 113 mil moradores que foram afetados pelas chuvas no início deste ano. Neste primeiro dia, já havia mais pessoas para atendimento do que no ano passado, de acordo com Paulo.

De acordo com o coordenador da equipe da Prefeitura, os interessados em retirar o FGTS devem ficar atentos ao cronograma de atendimento e aos detalhes da documentação, principalmente nas datas de emissão exigidas para o comprovante de residência.

- Também é importante destacar que não fazemos saque por procuração. O próprio trabalhador é que precisa vir até aqui para o atendimento - esclarece.

 JOINVILLE,SC,BRASIL,26-03-2018.Caixa começa o atendimento para liberação do FGTS para famílias atingidas pelas chuva de Janeiro em Joinville.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)
Atendimento começou às 8 horas no Centreventos Cau HansenFoto: Salmo Duarte / A Notícia

Como funciona o atendimento para o saque do FGTS

Os atendimentos são divididos em três etapas. O primeiro passo é a triagem, realizada por soldados do 62º Batalhão de Infantaria. Eles conferem se as pessoas estão com todos os documentos necessários e se é o período correto para atendimento. Na segunda etapa, são liberadas as senhas e as pessoas são recebidas pela Caixa Econômica Federal para saber o saldo das contas existentes e quais valores poderão ser retirados. Cada conta tem direito ao saque máximo de R$ 6.220. O último passo é a entrega da documentação para funcionários da Prefeitura, que vão abrir o processo para a retirada do FGTS.

A lista de endereços das pessoas atingidas pelas chuvas e que poderão sacar o FGTS está publicada no site da Prefeitura para consulta. Caso não conste na lista, o endereço poderá ser incluído. Para isso, o morador precisa reunir uma prova de que o imóvel foi afetado, como uma foto ou vídeo. Com o material em mãos, é necessário se dirigir ao Centreventos no período indicado no cronograma e procurar o posto de atendimento da Defesa Civil. O pedido passará por análise e uma vistoria no imóvel poderá ser marcada para a inclusão do endereço na lista de locais atingidos.

Caso o endereço já esteja identificado pela Prefeitura e o morador apto para fazer o saque do FGTS, ele precisa comparecer ao Centreventos dentro das datas apontadas no cronograma. São necessários um documento de identificação válido, CPF, carteira de trabalho (original e cópia), comprovante de residência e o formulário de solicitação de saque do FGTS impresso e preenchido (disponível no site da Prefeitura).

QUANDO ACONTECE?

- Data de comparecimento ao Centreventos de acordo com a data de nascimento:

Janeiro ou Fevereiro - 26 a 29/03/2018
Março, Abril ou Maio - 02 a 06/04/2018
Junho, Julho ou Agosto - 09 a 13/04/2018
Setembro ou Outubro - 16 a 20/04/2018
Novembro ou Dezembro - 23 a 27/04/2018

COMO SOLICITAR?

1) Consulte a lista de endereços atingidos pelas chuvas, disponível no site da Prefeitura de Joinville. 

2) Se você encontrou seu endereço na lista e possui FGTS, providencie a seguinte documentação, em via original e cópia:

- Documento de identificação válido (carteira de identidade ou carteira de motorista, por exemplo)
- CPF
- Carteira de Trabalho, em via original e cópia das páginas de identificação do trabalhador; número do PIS; contratos de trabalho registrados; anotações gerais, se houver
- Formulário de Solicitação de Saque do FGTS – SSFGTS impresso e preenchido (disponível no site da Prefeitura)
- Comprovante de residência

3) Com a documentação em mãos, compareça ao Centreventos Cau Hansen de acordo com o cronograma disponibilizado pelo município.

4) Caso seu endereço não esteja na lista divulgada pela Prefeitura ou não tenha um comprovante de que more no imóvel, você pode solicitar a inclusão de imóvel. 

- Reúna uma prova de que o imóvel foi afetado (foto ou vídeo da data da inundação ou das consequências)
- Dirija-se ao Centreventos, no período indicado no cronograma, e procure o posto de atendimento da Defesa Civil
- Um atendente analisará a situação e poderá marcar vistoria ao imóvel, para emissão de uma nova lista de locais atingidos ou declaração de que você reside no imóvel
- Quando emitida a nova lista ou declaração de que você reside no imóvel, poderá ser solicitado o saque do FGTS

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaComunidade uniu forças para crianças participarem do Festival de Dança de Joinville https://t.co/oj1u8UAcO6 #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPresidente do JEC fala em reestruturação completa do clube após iminente rebaixamento https://t.co/RNbHKGM7Ny #LeianoANhá 3 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca