Faturas de luz elétrica foram emitidas com taxa duplicada em Joinville - A Notícia

Versão mobile

 

 

Cidade04/01/2018 | 19h06

Faturas de luz elétrica foram emitidas com taxa duplicada em Joinville

No primeiro mês de vigência do novo cálculo da Cosip, consumidores foram surpreendidos por um erro no sistema da Celesc

Faturas de luz elétrica foram emitidas com taxa duplicada em Joinville Maykon Lammerhirt/Agencia RBS
Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS
A Notícia
A Notícia

Durante toda a quinta-feira, os moradores de Joinville compartilharam nas redes sociais sobre a surpresa que tiveram ao receber a fatura de luz elétrica do primeiro mês de 2018. Ao mesmo tempo em que passava a vigorar o novo método de cobrança da Contribuição para Custeio de Serviço de Iluminação Pública (Cosip), mudando o valor que costumava aparecer na conta, uma parcela dos usuários recebeu faturas com a cobrança dobrada. Ou seja, a taxa era descrita com dois valores diferentes e somada ao valor total da fatura.

Às 18h40, a Celesc enviou um comunicado informando que a duplicidade na fatura de luz com vencimento neste mês aos consumidores da cidade de Joinville foi um erro do sistema e que o valor será ressarcido para o cliente em forma de desconto na fatura do próximo mês.

A mudança na forma de cálculo da Cosip foi sancionada pelo prefeito Udo Döhler via Lei Complementar 474/2017, em janeiro do ano passado, para começar a ser aplicada em janeiro de 2018. Até então, ela era feita pela metragem da frente do terreno e, com a nova lei, passou a considerar o consumo de energia de cada domicílio. Na época, a Prefeitura projetava uma arrecadação 20% maior com a mudança, passando de R$ 1,6 milhão ao mês para R$ 1,9 milhão ao mês.

Confira a nota completa da Celesc:  

A Celesc comunica que a taxa da Cosip cobrada em duplicidade na fatura de luz, com vencimento neste mês, aos consumidores da cidade de Joinville,  foi erro do sistema e o valor será ressarcido para o cliente em forma de desconto na fatura do próximo mês. A forma de cobrança da Cosip, que foi renovada no início deste ano, é estabelecida por Lei Municipal, não cabendo à Celesc qualquer crítica ou intervenção a respeito do assunto. A lei atual, indica que o valor da Cosip é determinado por percentual da tarifa de iluminação pública e varia de acordo com a faixa de consumo de energia da unidade consumidora. Caso o consumidor ainda tenha dúvidas, pode entrar em contato com a Celesc pelo 0800 48 0120. 

Entenda como é feito o cálculo para cobrança da Contribuição para Custeio de Serviço de Iluminação Pública (Cosip):

Imóvel não edificado, com testada de:

1 a 30 m – R$ 19,24 por mês;
31 a 60 m – R$ 38,48 por mês;
61 a 100 m – R$ 57,73 por mês;
101 a 200 m – R$ 76,95 por mês;
Mais de 200 m – R$ 96,20 por mês.

Usuário residencial, com consumo de:

1 a 30 kwh/mês – R$ 1,00 por mês;
31 a 50 kwh/mês – R$ 2,00 por mês;
51 a 100 kwh/mês – R$ 4,00 por mês;
101 a 200 kwh/mês – R$ 9,00 por mês;
201 a 500 kwh/mês – R$ 21,50 por mês;
501 a 1000 kwh/mês – R$ 46,00 por mês;
1001 a 1500 kwh/mês – R$ 76,50 por mês;
Mais de 1500 kwh/mês – R$ 92,00 por mês.

Usuário não residencial, com consumo de:

1 a 30 kwh/mês – R$ 1,00 por mês;
31 a 50 kwh/mês – R$ 3,50 por mês;
51 a 100 kwh/mês – R$ 5,50 por mês;
101 a 200 kwh/mês – R$ 11,00 por mês;
201 a 500 kwh/mês – R$ 26,00 por mês;
501 a 1000 kwh/mês – R$ 55,00 por mês;
1001 a 1500 kwh/mês – R$ 92,00 por mês;
Mais de 1500 kwh/mês – R$ 110,00 por mês.


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaBrusque e Joinville têm novo começo no Catarinense 2018 https://t.co/xKNpRoohRV #LeianoANhá 12 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaOperação da PM para combater criminalidade ainda não tem data para terminar em Joinville https://t.co/pTeApTbtlm #LeianoANhá 16 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca