Movimento quer mudar o nome do bairro Costa e Silva em Joinville - A Notícia

Versão mobile

Cidade18/05/2017 | 13h37Atualizada em 18/05/2017 | 15h35

Movimento quer mudar o nome do bairro Costa e Silva em Joinville

Bairro leva o nome de Artur da Costa e Silva, uma homenagem ao segundo presidente brasileiro no período da ditadura militar



Moradores propõem a troca de nome do bairro Costa e Silva em Joinville Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

O Costa e Silva é um dos maiores e mais populosos bairros de Joinville. É um local onde tem posto de saúde, PA 24 horas, faculdade, escolas municipal e estadual e comércio. O bairro leva esse nome porque no fim da década de 1960 o então presidente Marechal Arthur da Costa e Silva fez uma visita a Joinville e, na época, essa teria sido uma forma de homenagear a autoridade.

Entretanto, um movimento que tem se espalhado por todo o país busca terminar com as homenagens feitas a nomes ligados ao período da ditadura militar no Brasil. São principalmente ex-presidentes que, segundo o relatório da comissão nacional da verdade divulgado em 2014, foram responsáveis por cometer crimes contra os direitos humanos.

Felipe Silveira, um dos moradores do bairro e um dos responsáveis pelo movimento, deu início a um debate com os vizinhos para que o nome do bairro Costa e Silva seja alterado.

— Tem outros nomes de bairros que as pessoas não ficam discutindo. Mas esse especificamente é um nome que tem uma origem e uma razão que é muito clara e foi imposta —, disse.

Pensando nisso, Felipe fez uma postagem no Facebook sobre o assunto e teve o apoio de mais pessoas. A partir daí, criaram uma página na rede social para divulgar a proposta.

— Este é um debate feito no mundo todo. Os nomes de ditadores em obras públicas, ruas e localidades são trocados com alguma frequência. Sempre me incomodou ter um bairro joinvilense em homenagem a um ditador militar —, completa.

Para Guilherme Luiz Weiler, que também aderiu ao movimento, o bairro tem mais prioridades, mas concorda que é preciso rediscutir homenagens referentes à ditadura em todo o País.

— A importância do movimento se dá alinhado à falta de conhecimento histórico que algumas pessoas apresentam. Por isso, a discussão do movimento me parece completamente válida e necessária.

A ideia de um novo nome para o Costa e Silva segue outros exemplos desse movimento que acontece pelo país. Em Porto Alegre, a Avenida Castelo Branco já foi alterada para Avenida da Legalidade e da Democracia. Em Salvador, uma escola tirou o nome do ex-presidente Emílio Médici da fachada. Em Santa Catarina, essa praça onde está instalada a prefeitura de Içara, deixou de homenagear o primeiro presidente da ditadura militar Alencar Castelo Branco e passou a se chamar João Goulart, o último presidente antes do Golpe de 64. Contudo, para mudar o nome do bairro de Joinville, vai ser preciso primeiro a vontade da maioria da população.

* Com informações da RBS TV

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJornais da NSC Comunicação ganham novo espaço de opinião sobre economia https://t.co/O401kQMjb9 #LeianoANhá 31 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Fatma vai comprar 14 drones para fiscalizações, licenciamentos e detecção de incêndios https://t.co/mPPdJcJjbp #LeianoANhá 1 horaRetweet

Veja também

A Notícia
Busca