' A ferramenta para a empresa chegar à longevidade é a profissionalização da administração', diz Amaury Olsen em entrevista - A Notícia

Vers?o mobile

 
 

Livre Mercado 08/08/2016 | 08h01

' A ferramenta para a empresa chegar à longevidade é a profissionalização da administração', diz Amaury Olsen em entrevista

Colunista Claudio Loetz entrevistou executivo que faz palestra nesta segunda-feira na Acij

' A ferramenta para a empresa chegar à longevidade é a profissionalização da administração', diz Amaury Olsen em entrevista Rodrigo Philipps/Agencia RBS
Olsen foi presidente da Tigre e agora faz parte do conselho de várias empresas Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

O ex-presidente da Tigre e atual conselheiro profissional de empresas de diferentes setores Amaury Olsen faz hoje palestra na Associação Empresarial de Joinville (Acij) sobre governança. Indica o caminho para a perenidade das organizações, fala de tendências de negócios e, incisivo, afirma: “A relação entre o consumidor e o fabricante-varejista será totalmente digital”.

Leia as últimas notícias de Joinville e região.
Leia outras notícias de Claudio Loetz.

Qual é atuação do senhor desde que saiu do comando da Tigre?
Amaury Olsen –
Sou conselheiro profissional e coaching organizacional. Sou procurado por fundos de investimentos e empreendedores a opinar sobre fusões e aquisições. Tenho três semanas por mês com intensa agenda de trabalho. Trato de governança, implantação de modelos gerenciais, oriento os caminhos para o desenvolvimento dos negócios. Faço 500 reuniões por ano no conjunto das diferentes companhias onde atuo. Estou presente em oito conselhos de administração. Não tenho escritório, nem secretária. O notebook e o celular são o meu escritório.

O que mais angustia as empresas?
Amaury –
A sucessão continua sendo grave problema presente nas empresas. Só 10% das companhias chegam à terceira geração. Uma das minhas atribuições é analisar a situação e encaminhar ideias e ações para colocar longevidade nas empresas. Há, também, a instância dos comitês – de finanças, auditoria, riscos de pessoas e gestão e de estratégia e governança. O objetivo, então, é cuidar da sucessão para perenizar o negócio.

O que é mais difícil neste processo?
Amaury –
A ferramenta para a empresa chegar à longevidade é a profissionalização da administração. Com o acionista dando o tom dos negócios. O começo do processo é o mais difícil. O primeiro presidente executivo profissional, vindo do mercado, dura de oito a 15 meses no comando, em média. Não mais. É comum não dar certo o primeiro movimento. Outra coisa comum é, quando vê resultado positivo, o dono da companhia querer voltar, depois da arrumação.


O que muda na forma de o senhor trabalhar da Tigre para hoje?
Amaury –
Conheci muito de um negócio só, a Tigre. Trabalhei lá por 41 anos. Atualmente, conheço mais de 20 negócios. Entre outros, minha participação em conselhos se distribui por companhias de setores bem variados. Estou na Duratex/Itaúsa, na Klabin, no Grupo Baumgart, na Rotoplas (México) e no grupo atacadista Martins. A variedade de negócios é tamanha que preciso saber muito de atividades como fábrica de madeira, painéis, reflorestamento, shopping centers, hotelaria, materiais de construção e varejo, por exemplo.

Que ferramentas se pode usar para melhorar resultado?
Amaury –
Importante é a empresa adotar o orçamento base zero para cuidar de melhorar performance. Por esse instrumento, esquece-se o histórico das contas e se questiona o processo de como se chegou aos números até aquele momento. Aí, fazer diferente é essencial. Revisar custos, melhorar resultados e revisar portfólio de produtos.

Como a internet muda a relação de negócios?
Amaury –
A internet muda a relação comercial completamente. No Brasil, há  quase 200 milhões de smartphones. E 68% dos usuários têm acesso à internet. O celular é o presente. E será o futuro, nos negócios. A empresa, a organização do futuro será absolutamente digital. Há 50 anos, as indústrias ditavam as regras. Hoje, são as empresas de serviço que crescem. A indústria tem de ser extremamente produtiva.

Como se constrói uma marca atualmente?
Amaury –
Moro em São Paulo e estive na Google Brasil na semana passada. Impressionante. Recordo: fizemos a marca da Tigre se destacar, usando a televisão. Agora, a internet é que comanda tudo. Empresários e executivos antenados já não se utilizam da velha pirâmide de Maslow para explicar suas necessidades. A pirâmide de satisfação começa pela necessidade básica de alimentação. Agora, a internet vem antes da alimentação na escala de prioridades da geração jovem. A internet é o canal mais rápido entre o fabricante e o consumidor.

Como isso vai se dar?
Amaury –
Em breve, o que vai vigorar é a ideia do próprio consumidor retirar o produto na loja física. Ou no centro de distribuição. Isso porque o frete, o custo do frete e a demora na entrega serão inaceitáveis. O impacto será enorme. A entrega terá de ser feita no mesmo dia da venda. Com drones. O cliente não quer mais só o produto. A fidelidade à loja vai além do desconto no preço. Vai mudar a forma de fabricar, vender e entender o consumidor.

Quais são os principais equívocos dos empresários?
Amaury –
Empresários não podem cometer alguns erros graves. Por exemplo: não devem fazer movimentos alternados entre os mercados nacionais e o das exportações. Querer produzir para o cliente de acordo com as variações do câmbio e das circunstâncias prejudica o negócio. Também não podem ficar alheios ao que acontece a sua volta. Comparar e olhar para o mundo lá fora é importante.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Livre Mercado  11/02/2016 | 07h06

Claudio Loetz: Espaço Inovaparq, em Joinville, será inaugurado no dia 17

Localizado no Perini Business Park, iniciativa vai apoiar empresas na tomada de decisões e antecipar tendências para negócios com estudos realizados por professores e alunos

Livre Mercado 18/01/2016 | 07h04

Claudio Loetz: Havan terá terceira loja construída em Joinville

Planos da empresa é de instalar também uma loja em Praia Grande e outra em Jundiaí

Livre Mercado 16/01/2016 | 11h34

Claudio Loetz: As dores cotidianas

Livre Mercado 15/01/2016 | 07h07

Claudio Loetz: Novas regras do Minha Casa, Minha Vida afetam as cidades do Norte de SC

Principal mudança trata do valor máximo dos apartamentos ou casas a serem financiadas pela Caixa Econômica Federal

Livre Mercado 11/01/2016 | 07h04

Governo do Estado quer acelerar o cadastro de propriedades rurais em SC

Prazo termina no dia 5 de maio e, até agora, pouco mais da metade dos imóveis foram regularizados

Livre Mercado 09/01/2016 | 06h31

Balança Comercial de Santa Catarina tem déficit de US$ 4,96 bilhões em 2015

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior divulgou balanço nesta semana

Livre Mercado 08/01/2016 | 07h02

Perini reforça a segurança com instalação de novas câmeras de monitoramento

Complexo localizado na zona industrial de Joinville terá equipamentos que reconhecem as placas de veículos em apenas três segundos

Livre Mercado 06/01/2016 | 07h09

Celesc firma contrato de concessão com cinco usinas catarinenses por 30 anos

Assinatura do contrato ocorreu em Brasília, nesta terça-feira. Entre as usinas está a do Bracinho, localizada em Schroeder

Livre Mercado 05/01/2016 | 07h07

CDL de Joinville projeta crescimento de 10% nas vendas do comércio em janeiro

Para presidente da entidade, Luiz Kunde, a presença de turistas e a permanência de moradores na cidade têm contribuído para a perspectiva otimista neste início de ano

Livre Mercado 04/01/2016 | 07h02

Em Joinville, Caixa registra aumento de imóveis comercializados pelo Programa Minha Casa, Minha Vida em 2015

Foram comercializadas 1.918 unidades habitacionais, 45% mais do que em 2014

Livre Mercado 02/01/2016 | 12h17

Aeroporto de Joinville comemora avanços em 2015

Confira entrevista com Rones Rubens Heidemann, superintendente do aeroporto

Livre Mercado 30/12/2015 | 18h13

Walmart fecha unidades da rede Todo Dia em Joinville

Grupo americano não confirma número de unidades desativadas, apenas que serão "algumas"

Livre Mercado 30/12/2015 | 07h08

Mais da metade dos joinvilenses está com dívidas, diz pesquisa da Fecomércio

Índice de famílias endividadas na cidade atingiu 50,4% em dezembro. No ano passado, no mesmo mês, a taxa era 39,2%

Livre Mercado 29/12/2015 | 07h09

Mercado imobiliário de Joinville dá sinais de recuperação em alguns setores

Pesquisa encomendada pelo Sinduscon mostra que no terceiro trimestre deste ano foram comercializadas 40% mais unidades de prédios verticais do que no trimestre anterior

Livre Mercado 28/12/2015 | 06h31

Loetz: Trabalhadores das indústrias têxteis definem pauta de reivindicações

Documento tem 80 cláusulas e pede, entre outras coisas, a reposição da inflação oficial a partir de 1º de fevereiro

Livre Mercado 25/12/2015 | 19h12

Claudio Loetz, sobre 2016: "Luz no fim da escuridão? Sempre há. Precisaremos de paciência, determinação e disciplina"

Colunista faz análise sobre o que esperar da economia no ano que vem

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPropaganda do MEC com "mão branca com diploma" é acusada de racismo  https://t.co/fhWY7OCf4lhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaBolsonaro ameaça demitir Levy do BNDES e diz estar 'por aqui' com economista  https://t.co/y2AzAKtapAhá 2 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca