Polícia Civil abre inquérito para apurar fraude no Iprev de Joinville - A Notícia

Vers?o mobile

 
 

Investigação11/12/2013 | 07h09

Polícia Civil abre inquérito para apurar fraude no Iprev de Joinville

Delegado Leonardo Marcondes Machado está conduzindo as investigações para apontar os responsáveis pelo esquema que provocou um rombo R$ 441 mil nos cofres públicos

Polícia Civil abre inquérito para apurar fraude no Iprev de Joinville Leo Munhoz/Agencia RBS
Delegado Leonardo Marcondes Machado Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

A Polícia Civil de Joinville, por meio da 3ª Delegacia de Polícia, instaurou inquérito para investigar a denúncia de fraude em pensão do Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina (Iprev), que provocou um prejuízo de R$ 441 mil aos cofres públicos e foi publicado com exclusividade pelo jornal “A Notícia” em novembro. O delegado Leonardo Marcondes Machado é quem está conduzindo a investigação. Ele recebeu um boletim de ocorrência que havia sido registrado na 2ª DP, no bairro Fátima, e um expediente do próprio instituto solicitando investigação da polícia. 

— Uma pessoa que foi responsável pela denúncia junto ao Iprev já foi ouvida. A partir de agora, vamos oficiar o Iprev para que encaminhe alguns documentos que precisam ser periciados e vamos começar a ouvir os envolvidos — destacou Marcondes.

O Iprev também deve concluir nos próximos dias a sindicância aberta para apurar como a pensão de João José Perini continuou sendo paga durante dez anos após a morte dele. A comissão de sindicância do Iprev investiga ainda se houve envolvimento de servidores da agência de Joinville no golpe. Os funcionários ouvidos disseram não se lembrar do pensionista em questão e confirmaram que os procedimentos para recadastramento foram respeitados.

Iprev quer o dinheiro de volta

O presidente do Iprev, Adriano Zanotto, pretende recuperar o dinheiro do instituto após a identificação dos responsáveis.

— Precisamos pegar o dinheiro de volta — destacou Zanotto na época em que denúncia foi feita.

Para evitar que este tipo de caso volte a ocorrer, Zanotto disse que já está em fase de licitação a implementação de um sistema totalmente informatizado. A iniciativa, segundo ele, já havia sido tomada antes da denúncia. O novo sistema prevê mudanças no modo de recadastramento que, possivelmente, não será mais por meio de assinatura e sim por biometria (captação de imagem da impressão digital).

Cadastro  foi renovado por dez anos

O pensionista João José Perini morreu em 2002, porém a pensão continuou sendo depositada até 2012. Durante esses dez anos, uma pessoa refez o cadastro anual no Iprev e sacou o dinheiro. Segundo o instituto, o valor inicial aproximado da pensão era de R$ 3 mil. Nos últimos meses, a pensão chegou a R$ 7 mil mensais. Para atualizar o cadastro, o pensionista precisa ir pessoalmente a uma agência do órgão. Segundo o Iprev, a pensão continuou sendo paga porque a morte não foi comunicada.

O óbito do pensionista só foi registrado em 2012 por uma das filhas dele. A justificativa no pedido de óbito tardio feito em juízo é de que um cunhado ficou responsável por fazer o registro no cartório, mas acabou esquecendo e isso só foi descoberto quando esse mesmo cunhado morreu e precisou ser enterrado no jazigo da família.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Previdência estadual 29/11/2013 | 07h41

Sindicância que apura benefício recebido por pensionista morto há dez anos ouve servidores em Joinville

Servidores disseram que os critérios de recadastramento são rigorosos e sempre foram obedecidos

Previdência estadual 22/11/2013 | 06h06

Iprev monta comissão para investigar fraude em benefício de pensionista de Joinville

Servidores nomeados devem estar na cidade nos próximos dias para conversar com os funcionários

Investigação 21/11/2013 | 09h40

'Se teve recadastramento, foi falha de quem fez', diz filha pensionista que morreu há 11 anos

Rita de Cássia Perini, uma das filhas de João José, disse desconhecer a fraude e demonstrou surpresa

Investigação 21/11/2013 | 05h02

Mulher fala em pai entre aspas sem saber que era gravada

'A Notícia' teve acesso a uma gravação entregue para a Polícia Civil e ao Iprev

Golpe 21/11/2013 | 05h01

Esquema de fraude em recebimento de pensão é investigado pelo Iprev e pela polícia em Joinville

Benefício de pensionista falecido em 2002 foi sacado até agosto de 2012

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaNSC TV apresenta especial Catarina! neste sábado https://t.co/s6WRBc2LwJhá 11 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC empata com o Paraná Clube em jogo-treino de preparação para a Série D https://t.co/VzUqixjpdshá 2 horas Retweet

Veja também

A Notícia
Busca