CEI de Joinville cria projeto para reduzir medo do escuro nas crianças - Educação - Geral - A Notícia

Versão mobile

Educação08/05/2017 | 14h08Atualizada em 08/05/2017 | 14h08

CEI de Joinville cria projeto para reduzir medo do escuro nas crianças

Ideia é estimular a confiança e também melhorar o sono

CEI de Joinville cria projeto para reduzir medo do escuro nas crianças Divulgação/Prefeitura de Joinville
Foto: Divulgação / Prefeitura de Joinville

A equipe do CEI Monteiro Lobato, no bairro Paranaguamirim, em Joinville, trabalha um projeto desde 2015 com o objetivo de reduzir o medo do escuro nas crianças. Com uma mesa de luz feita com diferentes lâmpadas, a ideia é despertar nos alunos a melhora do sono, perda do medo do escuro e desenvolver a percepção sensorial.

Iniciativa incentiva a descoberta do prazer da leitura em Joinville
Confira mais notícias de Joinville e região.

A professora Sônia Oliveira Rosa começou a trabalhar o projeto ¿Sombras, Luzes e Cores¿ com o berçário 1, bebês de 4 a 11 meses de idade. A ideia inicial era fazer as crianças superarem o medo do escuro.

— No começo quando a gente fechava as cortinas na sala do soninho era uma choradeira —, conta a professora. 

Foto: Divulgação / Prefeitura de Joinville



O projeto foi realizado com base nos estudos do educador italiano Loris Malaguzzi. Primeiro as professoras começaram a trabalhar a luz natural com papel-celofane e outros elementos. Depois, vieram as lanternas, retroprojetor, luz negra, pisca-pisca, jogo de luz, projeções na lousa digital.Luzes em perspectiva, sombras, nuances, cores. E então veio a tão esperada mesa de luz. O avô de um aluno construiu a parte de marcenaria que tem um vidro em cima. O pai de outro bebê fez a instalação elétrica. São cinco jogos de luzes amarelas, verdes, azuis e brancas.

Em cima do vidro, as professoras trabalham elementos naturais como gravetos e folhas, bolas de gel, farinha e cones para despertar a criatividade. A luz virou objeto constante de trabalho. As experiências de aprendizagem trouxeram resultados.

— As crianças começaram a se acalmar quando a gente mostrava materiais para elas explorarem. Algumas cores também acalmavam. Foi do medo ao encantamento. Os alunos ficavam no breu, com a sala toda escura e estavam rindo —, conta Sônia.

O projeto trabalhou a exploração do ambiente sob qualquer condição luminosa, trouxe a perda gradativa do medo do escuro, também foi observada uma participação mais ativa dos bebês nas vivências propostas e houve uma maior percepção da passagem do tempo.

— Percebemos que a luz pode ser fonte inspiradora para tantas criações. A mesa é um recurso poderoso, ajuda, por exemplo, a destacar as características de determinado objeto —, explicou o diretor do CEI Monteiro Lobato, João Cláudio da Cunha.

O CEI passou a trabalhar com a mesa de luz em todas as salas de aula. O próximo passo é construir uma sala de luz, com sistema no chão, no teto e parede falsa com luz de LED. 

 
 

Siga A Notícia no Twitter

A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros