Ministério Público vistoria museus de Jaraguá do Sul - AN Jaraguá - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Cultura24/10/2018 | 14h47Atualizada em 24/10/2018 | 14h47

Ministério Público vistoria museus de Jaraguá do Sul

Para promotor de justiça, necessidade de reforma do Museu Histórico Emílio da Silva é evidente

Ministério Público vistoria museus de Jaraguá do Sul Google Street View/Divulgação
Reforma do local já foi licitada, mas não houve empresas interessadas nas obras Foto: Google Street View / Divulgação
A Notícia
A Notícia

As primeiras vistorias nos museus catarinenses, como parte de uma ação Ação Nacional do Ministério Público brasileiro, foram realizadas nesta segunda-feira, 22, em Jaraguá do Sul. A força-tarefa conduzida pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) inspecionou o Museu Histórico Emílio da Silva e o Museu da Paz, e já identificou a necessidade de ajustes. As informações são do departamento de comunicação do MPSC.

De acordo com o Promotor de Justiça Alexandre Schmitt dos Santos, ficou evidente a necessidade de reforma do Museu Histórico Emílio da Silva. Porém, ele esclarece que a reforma já foi licitada, mas não houve interessados. A Prefeitura de Jaraguá do Sul promoverá uma nova licitação e o processo será acompanhado pelo Ministério Público.

Os demais ajustes apontados pela força-tarefa são questões relativas a exigências da legislação, como documentação desatualizada e ausência de um museólogo. Segundo o Promotor de Justiça, a segurança dos dois museus vistoriados será avaliada após recebimento de laudo produzido pelo Corpo de Bombeiros.

A partir das informações coletadas nas inspeções, o Ministério Público poderá propor os ajustes necessários por meio de recomendações ou acordos com os órgãos mantenedores dos museus ou até mesmo, caso necessário, ingressar com ações civis públicas na Justiça para buscar as adequações.

As próximas vistorias ocorrem no Museu Anita Garibaldi, em Laguna, e no Museu Willy Zumblick, em Tubarão, nesta quarta-feira (24/10). O cronograma completo das inspeções pode ser visualizado ao final do texto.

Ação de vistorias ocorre em 15 Estados do Brasil

A ação começou a ser articulada após o incêndio que assolou o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, com a perda de grande parte do acervo e destruição da edificação, que fez desaparecer importantes vestígios da nossa pré-história, da história e da construção da identidade de nosso País. Em nível nacional, a ação envolve unidades do Ministério Público estadual de 15 estados brasileiros, mais o Ministério Público Federal. 

Os Promotores de Justiça catarinenses conduzirão as ações de vistoria com o apoio de órgãos e instituições ligados à proteção do patrimônio histórico-cultural, após sugestão do Grupo Especial de Defesa do Patrimônio Histórico e Cultural (GPHC), criado e coordenado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). Ao todo, o GPHC irá inspecionar 14 museus em diferentes regiões do estado.

Em Santa Catarina, a ação envolverá a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o Conselho Regional de Museologia da 5ª Região PR/SC (COREM), o Corpo de Bombeiros Militar Estadual e todas as demais entidades ligadas ao tema e integrantes do GPHC.

MPSC tem grupo para preservar o Patrimônio Histórico e Cultural

Em 2012, o Ministério Público de Santa Catarina criou o Grupo Especial de Defesa do Patrimônio Histórico e Cultural (GPHC), com a finalidade de contribuir para a definição de estratégias de atuação e de complementar, quando necessário, a prestação de apoio técnico e jurídico aos seus órgãos de execução em questões relacionadas ao tema.

Porém, verificada a necessidade de ações permanentes e ordenadas para a proteção desse bem jurídico de interesse coletivo, foi criado o Programa de Defesa do Patrimônio Histórico e Cultural, que estabeleceu, como marco inicial de suas ações, a estruturação dos arquivos públicos, objetivo que hoje integra o Planejamento Estratégico do Ministério Público para o período 2012 - 2022.  

Confira a lista completa de instituições a serem vistoriadas:
Museu Histórico Emílio da Silva - Jaraguá do Sul - 22/out - 14h
Museu da Paz- Jaraguá do Sul - 22/out - 16h
Museu Anita Garibaldi - Laguna - 24/out - 8h
Museu Willy Zumblick - Tubarão - 24/out - 11 h
Museu Comunitário Almiro Theobaldo Muller - Itapiranga - 25/ out - 10h
Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina - Florianópolis -25/out - 10h30
Museu de Arte de Santa Catarina- Florianópolis - 25/ out - 10h30   
Museu Paleo-Arqueológico e Histórico Perfeito Bertoldo Jacobsen - Taió - 26/out - 14h
Museu de Armas Major Lara Ribas- Florianópolis - 26/out - 9h
Museu do Homem do Sambaqui Pe. João Alfredo Rohr  - Florianópolis - 26/out - 10h30   
Museu Nacional do Mar- São Francisco do Sul - 30/out - 14h                     
Museu do Patrimônio Histórico de Três Barras- Três Barras- 31/10 - 14h
Museu Colonização Prof.Francisco Serafim Guilherme Schaden- São Bonifácio - 31/out - 14h
Museu Histórico Thiago de Castro - Lages - 07/nov - 14h 

 

Siga A Notícia no Twitter

Veja também

A Notícia
Busca