Confira como fica os serviços públicos de Jaraguá do Sul por causa da greve - AN Jaraguá - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Greve dos caminhoneiros28/05/2018 | 09h39Atualizada em 29/05/2018 | 09h50

Confira como fica os serviços públicos de Jaraguá do Sul por causa da greve

Coleta de lixo e transporte coletivo já sofreram alterações na última semana

Confira como fica os serviços públicos de Jaraguá do Sul por causa da greve Salmo Duarte/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia
A Notícia
A Notícia

Por causa da paralisação dos caminhoneiros, alguns serviços públicos precisaram ser reestruturados em Jaraguá do Sul. Desde a semana passada, o transporte coletivo reduziu alguns horários entre os picos. Segundo a Prefeitura, mudança busca evitar a paralisação total da frota, já que a Viação Canarinho, concessionária do serviço na cidade, já está operando com reserva técnica do combustível.

Jaraguá do Sul decreta situação de emergência por causa da greve

COMO FICAM OS SERVIÇOS PÚBLICOS NA CIDADE
Estão sendo priorizada somente a circulação de veículos que prestam serviços essenciais, os demais serão mantidos na garagem até que a greve finalize. Circulam normalmente ambulâncias, carros da Secretaria de Educação, caminhões e máquinas de obras que já estavam em andamento. 

Educação: Aulas serão mantidas normalmente na rede municipal de ensino e nos centros municipais de educação infantil. De acordo com a Prefeitura, existem alimentos para a merenda escolar para os próximos dias e gás de cozinha até a próxima terça-feira (5).

Saúde: A situação nos hospitais da cidade está controlada por mais alguns dias. No Hospital Jaraguá, existem insumos para as operações até a próxima quarta-feira (30), com a suspensão de cirurgias eletivas. Já o São José tem condições de manter o funcionamento das operações por um período de cinco dias, também suspendendo as cirurgias não emergenciais. O fornecimento de medicamentos e insumos está assegurado pelos próximos dez dias, não houve alterações no deslocamento de ambulâncias. De acordo com o Município, há preocupação com o deslocamento dos servidores de suas casas até os postos de trabalho, já que existem profissionais que residem fora da cidade. 

Transporte público:  Mudança nos horários entre picos. Os horários com intervalo de 20 em 20 minutos passarão para intervalos de hora em hora. A Prefeitura salienta que os itinerários de picos serão mantidos, que são das 4h às 5h, das 6h às 7h30, das 15h30 às 15h, das 17h às 18h30 e das 23h30 à 0h.  

Coleta de lixo: O serviço foi um dos mais afetados por causa da greve, que está suspenso desde a manhã de sexta-feira (25). De acordo com relatos dos representantes da empresa Ambiental e do Samae, existem aproximadamente 200 toneladas de lixo a serem recolhidas nas residências e mais 100 toneladas depositadas em carretas na estação de transbordo na região de Nereu Ramos. A maior dificuldade está em transpor os quatro pontos de manifestação existentes no trecho entre Jaraguá do Sul e a cidade de Mafra, onde está localizado o aterro sanitário que recebe estes resíduos. 

Água: O Samae informou que está com seu tratamento de água normalizado. Ainda há produtos químicos em estoque para realizar o tratamento e abastecimento de água na cidade. Porém, o Samae pede para a população ter o uso racional da água, evitando lavar calçadas, carros, pátios, cercas, telhados e muros. O Samae reafirmou que não haverá desabastecimento de água em Jaraguá do Sul.

Esporte, Cultura e Lazer: Os eventos esportivos previstos para acontecer nesta semana pela secretaria devem ser cancelados, entre eles o Dia do Desafio que está agendado para o dia 30. Também deve sofrer alteração o Campeonato Municipal de Bocha, que teria rodada nesta terça-feira (29).  Agricultura: um dos maiores problemas é o fornecimento de ração para 12 aviários instalados no interior de Jaraguá do Sul. Embora não haja bloqueio nas rodovias para o transporte de rações, não há produção nas fábricas, o que agrava ainda mais a crise no setor. 

 Confira os 27 pontos de interdição nas rodovias federais e estaduais:  

BR-101 – Joinville, km 25
BR-101 – Araquari, km 26
BR-101 – Araquari em dois pontos: km 75 (sentido Sul) e km 84
BR-116 – Mafra, km 7
BR-116 – Papanduva, km 54
BR-116 – Santa Cecília, km 138
BR-280 – São Francisco do Sul em três pontos: km 3, km 7 e km 10
BR-280 – Araquari em dois pontos: km 21 e km 40
BR-280 - Guaramirim em dois pontos: km 50 e km 55
BR-280 - Jaraguá do Sul, km 65
BR-280 - Jaraguá do Sul
BR-280 – São Bento do Sul em três pontos: km 123, km 111,7 e km 115
BR-280 – Rio Negrinho em dois pontos, km 136 e km 130
BR-280 – Canoinhas em dois pontos: km 231 e km 235
BR-280 – Irineópolis, km 268
SC-416 – Itapoá, km 24,600
SC-417 – Garuva, km 10,800
SC-418 – Campo Alegre, km 46

Leia mais:
Greve dos caminhoneiros causa impactos nas grandes indústrias de Joinville
Portos da região Norte de SC apresentam redução nas operações
Aeroporto de Joinville está sem combustível para abastecer aeronaves
Saiba como está o atendimento nos hospitais de Joinville durante a greve dos caminhoneiros


>
 
A Notícia
Busca