Liminar determina restabelecimento dos serviços de saúde, educação e assistência social em Jaraguá - AN Jaraguá - Geral - A Notícia

Versão mobile

Greve em Jaraguá14/03/2017 | 18h23Atualizada em 14/03/2017 | 18h26

Liminar determina restabelecimento dos serviços de saúde, educação e assistência social em Jaraguá

Decisão do desembargador Cid Goulart dá 48 horas para que sindicato dos servidores cumpram a determinação

Liminar determina restabelecimento dos serviços de saúde, educação e assistência social em Jaraguá Hassan Farias/Agencia RBS
Servidores começaram a greve na última segunda-feira, com um protesto em frente à Prefeitura Foto: Hassan Farias / Agencia RBS

Em decisão do desembargador Cid Goulart, em ação contra o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaraguá do Sul, o Sinsep, em greve há uma semana, uma liminar determina o restabelecimento integral de todos os serviços públicos vinculados à saúde, educação e assistência social, no prazo de 48 horas em Jaraguá do Sul. Além disso, decisão a favor da Prefeitura autoriza o desconto em folha dos dias parados, e uma multa diária de R$ 20 mil em caso de descumprimento da liminar. O Sinsep tem 15 dias para contestar a decisão.

Leia as últimas notícias

O documento também especifica manutenção mínima do atendimento à comunidade, estipulando pelo menos 60% dos servidores envolvidos no fornecimento de água e esgoto e 50% dos servidores na área de tecnologia da informação, no prazo de 48 horas.

Mais adiante, a liminar determina que o Sinsep e seus integrantes "se abstenham de tumultuar o regular desenvolvimento do serviço público municipal". O item refere-se ao uso de aparelhos sonoros, bloqueio de acessos e constrangimento de servidores que optaram por não aderir à greve. O desembargador exige que os grevistas mantenham uma distância mínima de 500 metros do paço municipal, em caso de manifestação.

O sindicado informou que está estuando a liminar antes de se manifestar.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Legislativo 07/03/2017 | 18h38

Juiza anula sessão extraordinária da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul

Decisão também determina que parlamentares respeitem o prazo de 15 dias após leitura dos projetos de lei complementar para votá-los. Eles fazem parte do pacote econômico da Prefeitura

Greve  06/03/2017 | 11h02

Servidores de Jaraguá do Sul protestam em frente à Prefeitura

Grupo se manifesta contra pacote de ações proposto pelo prefeito Antídio Lunelli

Siga A Notícia no Twitter

Veja também

A Notícia
Busca