Campanha orienta sobre descarte de seringas e agulhas usadas em Jaraguá do Sul - AN Jaraguá - Geral - A Notícia

Vers?o mobile

 
 

Saúde pública29/05/2013 | 06h31

Campanha orienta sobre descarte de seringas e agulhas usadas em Jaraguá do Sul

Pacientes devem levar material aos postos de saúdes dentro de vidros de conserva ou de garrafas pet para evitar contaminação

Campanha orienta sobre descarte de seringas e agulhas usadas em Jaraguá do Sul 0/Prefeitura de Jaraguá,Divulgação
No posto de saúde onde Inalda trabalha, cerca de 60 pacientes recebem seringas para aplicação de insulina Foto: 0 / Prefeitura de Jaraguá,Divulgação

Pacientes que fazem uso de material como agulhas, lancetas (perfurador da pele) e seringas precisam ter cuidado redobrado na hora de descartar esse material. Os profissionais dos postos de saúde orientam esses pacientes, geralmente com problema de diabetes, que acumulem as agulhas e seringas em um vidro de conserva com tampa ou em uma garrafa pet e as encaminhem para a unidade de saúde mais próxima. Nesses locais há coleta seletiva de material perfurocortante e há a destinação correta para esse tipo de lixo.

— Muitas pessoas descartam as agulhas no lixo comum ou no reciclável. Ao entrar em contato com o lixo, alguém pode se expor a alguma doença contagiosa —, comenta a gerente da Saúde da Família, Nadia Renate da Silva.

Os profissionais de saúde também correm risco de contaminação quando o material não é armazenado de forma correta.

— Certa vez acabei me ferindo porque as agulhas foram trazidas em sacolas plásticas —, relembra a auxiliar de enfermagem Inalda Bruns Pereira, do posto de saúde do bairro Vila Nova.

Somente na unidade são atendidos cerca de 60 pacientes que recebem mensalmente o kit para verificação e aplicação de insulina e recolhidas por semana mais de mil agulhas e seringas, destinadas ao recolhimento especial da Engepasa Ambiental. Os pacientes são orientados a proteger o material utilizado e trazer à unidade sempre que pegarem novos kits.

São considerados materiais perfurocortantes, segundo a Resolução nº 5/93 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), seringas, agulhas, escalpes, ampolas, vidros de um modo em geral e qualquer material pontiagudo ou que contenha fios de corte capazes de causar perfurações ou cortes.

A NOTÍCIA

 

Siga A Notícia no Twitter

Veja também

A Notícia
Busca