América vence o Juventus e é o campeão da Primeirona de 2018 - Esportes - A Notícia

Vers?o mobile

 
 

Futebol amador17/11/2018 | 18h43Atualizada em 17/11/2018 | 19h08

América vence o Juventus e é o campeão da Primeirona de 2018

Título foi confirmado aos 44 minutos do segundo tempo, com um gol marcado pelo atacante Ariel

América vence o Juventus e é o campeão da Primeirona de 2018 Yasmin Gracielle / Fotografia Esportiva/Fotografia Esportiva
Foto: Yasmin Gracielle / Fotografia Esportiva / Fotografia Esportiva
A Notícia
A Notícia

O América (foto) é o campeão da Primeira Divisão de Amadores de Joinville (Primeirona). Na tarde deste sábado, na Arena Joinville, o Rubro da zona Norte venceu o Juventus por 1 a 0 e conquistou o 19º título da competição - maior vencedor da história da Primeirona joinvilense. O gol decisivo aconteceu aos 44 minutos do segundo tempo e foi marcado pelo atacante Ariel, que entrou na segunda etapa. 

A vitória premia o América, que teve a melhor campanha no campeonato. O título também encerra um jejum de dois anos do clube - a última conquista aconteceu em 2015, quando o América foi bicampeão. De lá para cá, perdeu uma final, em 2016, para o Pirabeiraba, e caiu na semifinal, no ano passado, diante da Tupy. 

No outro lado, o Juventus perdeu a chance de conquistar o segundo título da sua história. O único troféu levantado pelo time do Iririú foi em 1964. Neste ano, com um grupo formado no clube há cinco anos, esteve próximo do título, mas bateu na trave. 

Durante os 90 minutos, a partida foi bem equilibrada. No primeiro tempo, houve poucas emoções. Na segunda etapa, as equipes se abriram mais e as chances começaram a aparecer. 

No começo do segundo tempo, o América buscou os contra-ataques e tentou segurar as investidas do Juventus, sempre criadas pelo trio Vinicius Melô, Filipe Coxinha e Maxsuel. A partir dos 30 minutos, embora jogasse pelo empate no tempo normal e na prorrogação, o América se lançou ao ataque. 

Numa das melhores oportunidades, Kiko acertou linda bicicleta após sobra em cobrança de escanteio. A bola tocou na trave, no chão, mas não entrou. Quando o duelo se encaminhava para a prorrogação, em outra sobra de bola parada, aos 44 minutos, Evinho lançou. Ariel dominou a bola e bateu cruzado, no canto direito,  marcando o único gol do jogo. 

Campeão, o atacante Ariel agradeceu ao América. Profissional no Norte do País, ele sempre volta ao Galo da zona Norte para atuar na Primeirona. Segundo ele, o clube oferece ótimas condições para os atletas. 

Já o técnico Benson, que conquistou o primeiro título como treinador, afirmou que a vitória coroou um trabalho que começou com desconfianças no início da temporada. 

- Formamos uma grande família e usamos jogadores na hora certa. O Ariel, por exemplo, estava machucado há pouco tempo. Mas apareceu no momento decisivo e marcou o gol. 

Do outro lado, o técnico Teco Fernandes lamentou a derrota, mas considerou o Juventus um clube vitorioso por estar na final. Ele ainda lembrou o trabalho realizado há cinco anos no clube. 

- São jogadores da base do Joinville, do Copão, da Terceirona que trouxemos. Esta é a primeira final deles. Garanto a vocês que esse trabalho não acabou aqui e vai continuar. Só de estarmos aqui, na final, já somos vitoriosos. 

 
A Notícia
Busca
Imprimir