Basquete Joinville encerra série no Rio de Janeiro nesta sexta, contra o Vasco - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

NBB18/10/2018 | 20h04Atualizada em 18/10/2018 | 20h04

Basquete Joinville encerra série no Rio de Janeiro nesta sexta, contra o Vasco

Equipe joga para conseguir a segunda vitória em solo carioca. Rival é dirigido por Alberto Bial

Basquete Joinville encerra série no Rio de Janeiro nesta sexta, contra o Vasco Gilvan de Souza / Flamengo/Flamengo
Jefferson Socas (E) aparece entre os dez melhores do NBB em três fundamentos Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Flamengo

O Basquete Joinville encerra nesta sexta-feira a série de jogos no Rio de Janeiro nas primeiras rodadas do Novo Basquete Brasil (NBB). A partir das 19h, a equipe encara o Vasco, de Alberto Bial (com transmissão ao vivo pelo Facebook do NBB). O adversário fará sua segunda partida na competição - na primeira, bateu o Brasília, fora de casa, por 77 a 76. Depois deste confronto, os joinvilenses finalmente atuarão no Centreventos Cau Hansen, na próxima segunda-feira, diante do Pinheiros, às 19h.  

O Basquete Joinville buscará a vitória diante do Vasco, adversário considerado direto na briga por uma vaga nos playoffs. Embalado pelo triunfo sobre o Botafogo, na segunda-feira, e pela partida duríssima contra o Flamengo, na quarta (derrota por 76 a 75), os joinvilenses desejam voltar do Rio de Janeiro com duas vitórias na bagagem. 

Os bons jogos do Basquete Joinville, inclusive, tem feito alguns de seus atletas figurarem entre os melhores do NBB já no começo da competição. O armador Jefferson Socas é o grande destaque: ele aparece entre os dez melhores em três fundamentos. Nas assistências, é o nono com 5.50 de média. Nas bolas recuperadas, é o oitavo com 2.50 de média. Nos rebotes, aparece em sexto com média de 8.50.  

Os rebotes, por sinal, são a grande força do time nas duas primeiras rodadas. No jogo contra o Flamengo, os joinvilenses alcançaram a marca de 44 rebotes. Contra o Botafogo, o time teve marca quase igual (43). 

Diante dos números, além de Jefferson Socas, sexto colocado no ranking de reboteiros do NBB, a equipe também tem entre os dez melhores o pivô Thiago Mathias, que aparece na sétima colocação, com a mesma média de Socas: 8.50.  

O rival
O Vasco tem uma equipe com média de idade de 24 anos. Há uma mescla de atletas experientes e jovens revelações. Entre os mais "rodados", estão o ala Duda, de 36 anos, o ala/pivô Pilar de 34 e o norte-americano Okorie, de 30. 

Bial, no entanto, apostou nos mais experientes para conseguir o triunfo sobre o Brasília - dos jovens, quem mais jogou foi o armador Armani (21 anos), com sete minutos e meio em quadra.

 
A Notícia
Busca