Mazola mantém "sinal ligado" do Criciúma na Série B - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Brasileiro23/09/2018 | 08h12Atualizada em 23/09/2018 | 08h12

Mazola mantém "sinal ligado" do Criciúma na Série B

Treinador vê time abaixo no empate com o Paysandu e chama atenção para a briga pela permanência

Mazola mantém "sinal ligado" do Criciúma na Série B Guilherme Hahn/Especial
Foto: Guilherme Hahn / Especial
DC Esportes
DC Esportes

O Criciúma somou mais um ponto na luta pela permanência na Série B do Campeonato Brasileiro. Diante do Paysandu, no último sábado, o Tigre passou por dificuldades, com gol sofrido no início do duelo pela 29ª rodada e pressão no fim da partida, mas conseguiu o empate em 1 a 1 que mantém o time há cinco jogos sem ser batido na competição. Apesar do bom momento, o técnico Mazola Júnior faz questão de manter a equipe na realidade, que é brigar para ficar na segunda divisão nacional. O Carvoeiro esta cinco pontos a frente do Z-4.

— Nós ainda corrermos risco. Temos um final de campeonato pela frente e muita coisa acontece, são 27 pontos que estarão em disputa. Portanto, continuamos na luta. O início que tivemos, de apenas um ponto nos sete primeiros jogos, comprometeu muito a competição do Criciúma. Tivemos competência para deixar isso para atrás, mas ainda estamos com o sinal ligado — falou o treinador antes do retorno para Criciúma, em entrevista coletiva.

Mazola demonstrou satisfação com o ponto somado como visitante. Isso porque, o desempenho da equipe na partida esteve longe das melhores. É que o Criciúma encarou o Papão com seis desfalques. A última partida de Iago, que atuou na lateral esquerda, havia sido em abril, quando defendia uma equipe da segunda divisão da Rússia. Foi um caso de atletas que não está no ritmo que exige a Série B, segundo o comandante tricolor.

- Tivemos muita gente fora e as peças de reposição não são do campeonato. Os atletas que não tem jogado entraram desligados. Estes sentiram demais e não entraram em campo no espírito da competição. Nosso espirito não foi legal, principalmente no primeiro tempo. Quase tive que derrubar o vestiário no intervalo. Não conseguimos jogar. Não marcamos e não jogamos. Por tudo que erramos, acho que ganhamos um ponto, e com o mérito do sacrifício. Corremos muito.

O próximo jogo do Carvoeiro será no próximo sábado. Às 21h, a equipe encara o Boa Esporte, em Varginha.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

 
A Notícia
Busca