Lewis Hamilton priva Ferrari de vitória em Monza - Esportes - A Notícia

Versão mobile

 

Monza02/09/2018 | 13h24

Lewis Hamilton priva Ferrari de vitória em Monza

AFP
AFP

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes), que largou da terceira posição no grid do Grande Prêmio de Monza de Fórmula 1, ultrapassou as favoritas Ferraris na pista para garantir a vitória na casa da escuderia italiana, neste domingo.

Os finlandeses Kimi Raikkonen (Ferrari), pole position da prova, e Valtteri Bottas (Mercedes) completaram o pódio.

"Eu não imaginava que poderia ganhar, mas eu rezei e trabalhei por isso. Eu não sabia o que esperar dessa corrida, mas sabia que a briga seria dura", analisou Hamilton.

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que largou do segundo lugar, precisou fazer corrida de recuperação e terminou na 4ª posição, após se chocar com Hamilton na primeira volta.

Este novo erro de Vettel, após os problemas nos GPs do Azerbaijão (4º após uma ultrapassagem frustrada) e da Alemanha (abandono após sair da pista na chuva), o afastam a 30 pontos do líder Hamilton na briga pelo título mundial.

Em Monza, a Ferrari de Vettel rodou na pista logo na segunda curva da prova depois de tocar Hamilton, que tinha conseguido a ultrapassagem para assumir o segundo lugar. Os comissários da prova analisaram o incidente e optaram por não punir os pilotos.

"Hamilton se defendeu bem, eu tentei ficar atrás, mas não tinha por onde passar. Era infelizmente impossível evitar o contato. Tentei continuar, não tinha outra coisa a fazer. Foi uma corrida difícil", lamentou Vettel após a prova.

A batida danificou a asa da Ferrari e obrigou Vettel a passar pelo box. Mas o alemão não perdeu muito tempo graças à entrada do safety car na pista para a retirada da Toro Rosso de Brendon Hartley, mal posicionada após o abandono.

O holandês Max Verstappen (Red Bull) cruzou a linha de chegada na 3ª posição, mas caiu para o 5º lugar devido a uma penalidade de cinco segundos por um toque em Bottas durante uma tentativa de ultrapassagem.

Vítima de um problema no motor, o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) sofreu o quarto abandono nas últimas seis provas. O espanhol Fernando Alonso (McLaren) também abandonou.

- Classificação oficial do GP da Itália de F1:

1. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) percorreu 306,720 km em 1 h 16:54.484

(média: 239,299 km/h)

2. Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari) a 8.705

3. Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) a 14.066

4. Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) a 16.151

5. Max Verstappen (HOL/Red Bull-TAG Heuer) a 18.208

6. Romain Grosjean (FRA/Haas-Ferrari) a 56.320

7. Esteban Ocon (FRA/Force India-Mercedes) a 57.761

8. Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes) a 58.678

9. Carlos Sainz Jr (ESP/Renault) a 1:18.140

10. Lance Stroll (CAN/Williams-Mercedes) a 1 volta

11. Sergey Sirotkin (RUS/Williams-Mercedes) a 1 volta

12. Charles Leclerc (MON/Sauber-Ferrari) a 1 volta

13. Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren-Renault) a 1 volta

14. Nico Hülkenberg (ALE/Renault) a 1 volta

15. Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso-Honda) a 1 volta

16. Marcus Ericsson (SUE/Sauber-Ferrari) a 1 volta

17. Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari) a 1 volta

Melhor volta da prova: Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) 1:22.497 na 30ª volta (média: 305,640 km/h)

Abandonos:

Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso-Honda): acidente na 1ª volta

Fernando Alonso (ESP/McLaren-Renault): problema mecânico na 10ª volta

Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull): motor na 24ª volta

Mundial de Pilotos:

1. Lewis Hamilton (GBR) 256 pts

2. Sebastian Vettel (ALE) 226

3. Kimi Räikkönen (FIN) 164

4. Valtteri Bottas (FIN) 159

5. Max Verstappen (HOL) 130

6. Daniel Ricciardo (AUS) 118

7. Nico Hülkenberg (ALE) 52

8. Kevin Magnussen (DIN) 49

9. Sergio Pérez (MEX) 44

10. Fernando Alonso (ESP) 44

11. Esteban Ocon (FRA) 43

12. Romain Grosjean (FRA) 35

13. Carlos Sainz Jr (ESP) 32

14. Pierre Gasly (FRA) 28

15. Charles Leclerc (MON) 13

16. Stoffel Vandoorne (BEL) 8

17. Marcus Ericsson (SUE) 6

18. Lance Stroll (CAN) 5

19. Brendon Hartley (NZL) 2

Mundial de Construtores:

1. Mercedes 415 pts

2. Ferrari 390

3. Red Bull 248

4. Haas 84

5. Renault 84

6. McLaren-Renault 52

7. Toro Rosso-Honda 30

8. Force India 28

9. Sauber 19

10. Williams 5

* AFP

 
A Notícia
Busca